Prefeitura instaura sindicância e oficia Ministério Público e Delegacia Seccional

327

Também foi determinado o afastamento da equipe do Setor de Imunização enquanto o processo estiver em investigação.


Na sexta-feira (19), a Prefeitura tomou ciência, com indignação, da suspeita de moradores que possam ter furado a fila de vacinação contra a Covid-19, na cidade. Imediatamente, o prefeito Jorge Seba determinou abertura de sindicância administrativa para apurar fatos relacionados às denúncias de possíveis irregularidades. Na sequência, a Procuradoria Geral do Município publicou, em edição extra do Diário Oficial Eletrônico, a Portaria nº 193, constituindo a Comissão de Sindicância que fará apuração. 

Por determinação do Gabinete, o Ministério Público e a Delegacia Seccional de Polícia Civil também foram oficiados quanto às medidas que a Administração adotou para apurar possíveis irregularidades. 

Além disso, o prefeito também determinou à secretária da Saúde, Ivonete Félix, o afastamento da equipe do Setor de Imunização enquanto o processo estiver em investigação. “Determinamos, ainda, que a Secretaria da Transparência acompanhe, diariamente, a lista de pessoas vacinadas e aponte, em tempo real, alguma ocorrência que possa não estar de acordo”, explicou o prefeito Jorge Seba. 

É importante ressaltar que o calendário de imunização é seguido no município, para que atenda aos públicos prioritários, e que situações de irregularidades serão investigadas imediatamente, com o rigor necessário. “A intenção é apresentar, o mais rápido possível, respostas à sociedade e deixar o processo com total transparência”, completou a secretária da Saúde, Ivonete Félix.