PARALISAÇÃO – Correios entram em greve em Votuporanga e região

646

Trabalhadores querem o reajuste conforme a inflação e a manutenção dos benefícios.

Os funcionários dos Correios de Votuporanga e algumas cidades da região iniciaram uma greve por tempo indeterminado na manhã desta quarta-feira, 11. A paralisação foi decidida na segunda-feira, 10, em assembleia. De acordo com Sérgio Pimenta, do Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Correios, Telégrafos e Similares de Rio Preto e região (Sintect), em Rio Preto a paralisação foi de aproximadamente 50%, com adesão de cerca de 200 dos 400 funcionários.

A database dos trabalhadores dos Correios é em julho. Eles pleiteiam reajuste salarial conforme a inflação e a manutenção de benefícios.

Os Correios emitiram uma nota ontem. A entidade diz ter participado de dez encontros na mesa de negociação com os representantes dos trabalhadores, em que explicou a situação da estatal e propostas para o acordo dentro das condições possíveis. “Considerando o prejuízo acumulado na ordem de R$ 3 bilhões”, afirmou. Ainda conforme o texto, as federações expuseram propostas que superam o faturamento anual da empresa, o que seria “algo insustentável para o projeto de reequilíbrio financeiro em curso”.

Os Correios disseram ainda que o principal compromisso da direção no momento é conferir à sociedade uma empresa sustentável. “Por isso, a estatal conta com os empregados no trabalho de recuperação financeira da empresa e no atendimento à população”, finalizou.