XV de Piracicaba vence Mirassol e vai para a final da Copa Paulista

169
XV de Piracicaba elimina Mirassol na semifinal da Copa Paulista — Foto: Elcio Fabretti

Em jogo com confusão no fim, Nhô Quim garante classificação para encarar o São Caetano.

O XV de Piracicaba está na final da Copa Paulista. Em jogo tenso e emocionante do início ao fim contra o Mirassol, o Nhô Quim contou com gol solitário do zagueiro Gilberto Alemão, no primeiro tempo, para vencer a segunda partida da semifinal por 1 a 0 neste sábado à noite, no Estádio Barão da Serra Negra, em Piracicaba.

Após empate por 2 a 2 no domingo passado, em Mirassol, as duas equipes foram a campo precisando da vitória para garantir vaga na final. Novo empate levaria a decisão para os pênaltis. Como saiu vencedor no confronto, o XV vai disputar o título com o São Caetano, que mais cedo passou pelo EC São Bernardo.

As datas e horários dos dois jogos serão anunciados pela Federação Paulista de Futebol (FPF) na segunda-feira, em evento na sede da entidade. É certo que, pelas campanhas de XV e Azulão, o primeiro jogo será em Piracicaba e o segundo acontece no Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul.

Independentemente do resultado da final, XV de Piracicaba e São Caetano garantiram uma competição a mais no calendário de 2020. O campeão tem direito a escolher entre uma vaga na Série D do Brasileiro ou na Copa do Brasil, enquanto o vice fica com o torneio que “sobrar”.

O jogo

O primeiro tempo foi aberto e ofereceu oportunidade para os dois times abrirem o placar. Logo a um minuto, Luiz Fernando deixou a bola escapar por baixo do seu corpo e quase viu o Mirassol estragar a bonita festa dos mais de dez mil quinzistas no Barão. Sorte do goleiro é que o chute parou na trave.

A resposta do XV aconteceu só aos 18 minutos, quando Cássio Gabriel recuperou a bola no campo de ataque e soltou a bomba no travessão. Em seguida, Juninho saiu cara a cara com Luiz Fernando e perdeu a segunda chance do Mirassol na partida, o que custaria caro. Aos 26, Gilberto Alemão escorou escanteio cobrado por Peri e colocou o Nhô Quim em vantagem.

O gol deu ainda mais moral ao XV, que passou a dominar a partida e teve a chance de ampliar antes do intervalo, em chute de Simião que explodiu novamente no travessão. No segundo tempo, quem mais criou foi o XV. Tirando o chute de Claudinho no travessão, logo a nove minutos, o Mirassol apenas viu o adversário criar situações de gol seguidas.

Macena desperdiçou três oportunidades, uma de cabeça aos cinco, outra em chute cruzado aos 21 e a última após cruzamento aos 33, em que se esticou e mandou por cima do travessão. Luizinho e Jefferson Feijão também erraram dentro da área e ofereceram emoção ao confronto.

O fim do jogo ficou marcado por uma confusão. Kadu Barone foi expulso aos 45 minutos do segundo tempo após se envolver em uma discussão no meio-campo. Por conta do tempo parado, a arbitragem assinalou dez minutos de acréscimo. O Mirassol apertou, mas não conseguiu o empate. (Globo Esporte)