Votuporanga inicia campanha de vacinação contra Covid-19 aos profissionais da Educação na segunda

166

A Secretaria da Educação informa que além do pré-cadastro, outros documentos também serão necessários para receber a dose do imunizante.


Começa na segunda-feira (12), a campanha de vacinação contra a Covid-19 para os profissionais da Educação das redes pública e privada, com idade acima de 47 anos. Para receber a dose do imunizante, os profissionais precisam fazer um pré-cadastro no site “Vacina Já”, do Governo do Estado de São Paulo. Em Votuporanga, as doses serão aplicadas de segunda a sexta, das 8h às 16h, na rua Santa Catarina nº 3935, em frente a Secretaria da Saúde.

Pré-cadastro

Os trabalhadores acima dos 47 anos da área da Educação deverão se pré-cadastrar no site “Vacina Já” por meio do link https://vacinaja.sp.gov.br/educacao. Após isso será feita uma análise, definida pela Secretaria de Educação do Estado de São Paulo e, se validada, o profissional receberá em seu e-mail o “Comprovante Vacina Já Educação”, que é o que vai comprovar a elegibilidade para poder receber a dose do imunizante e terá um QR Code para verificação de autenticidade.

Depois de verificado esse procedimento, o próximo passo é comparecer ao local de vacinação portando o “Comprovante Vacina Já Educação” e também documento de identificação com foto e CPF para conferência dos dados pelo profissional de saúde. Caso o usuário não apresente o comprovante que recebeu por e-mail ou o seu número de CPF não conste no comprovante apresentado, o profissional não poderá ser imunizado. 

Reivindicação

A vacinação atende a uma reivindicação dos profissionais da Educação de todo o Estado. O secretário municipal da Educação de Votuporanga, Marcelo Batista, integra a diretoria da Undime (União dos Dirigentes Municipais de Educação do Estado de São Paulo) e teve importante participação que levou ao Governo do Estado essa reivindicação. 

“Minha participação começa enquanto secretário da Educação de Votuporanga solicitando à Undime a inclusão dos professores para que todos fossem inseridos no programa de vacinação. Depois, a representatividade vem enquanto membro da diretoria, onde a Undime apresenta esse pedido diretamente ao secretário estadual da Educação, Rossieli Soares, e ao governador João Dória, que prontamente entenderam e compreenderam a importância do pedido”, explica Marcelo.