Vereador cabo Renato reclama de suposta irregularidade em edital da Prefeitura

170

Durante seu pronunciamento, o parlamentar ressaltou o andamento do projeto “Gabinete Itinerante”, que no final de semana esteve no bairro Pacaembu para atender reivindicações dos moradores.


Na última sessão ordinária de segunda-feira (10), o vereador Cabo Renato Abdala (Patriota) utilizou o seu tempo de tribuna para denunciar uma suposta irregularidade no Edital Público 013/2021 onde a Prefeitura de Votuporanga/SP teria lançado esse chamamento de forma tendenciosa, parcial e direcionada, como citou o vereador. 

Na mesma reunião ordinária, o vereador questionou os órgãos públicos o edital, quando após apontamentos foi surpreendido com a suspensão do referido edital: “Se suspenderam é porque viram que realmente tem erros, são quase R$400 mil, não dá pra errar assim, o edital dá o ar de tendencioso e direcionado e isso não pode acontecer. Além de ser convocado para acontecer às 15h de uma sexta feira, dando uma cara de “sextou” a licitação”, expôs o vereador. 

Ainda durante seu pronunciamento, o parlamentar ressaltou o andamento do Projeto “Gabinete Itinerante”, que no final de semana esteve no bairro Pacaembu para atender reivindicações dos moradores. 

Entre os problemas identificados pelo parlamentar, a área da reserva ambiental está com os portões abertos e há descarte irregular de lixo naquele local. 

Outra solicitação de Abdala é sobre as obras de melhorias na tubulação de água. Segundo o parlamentar, precisa de fiscalização do Poder Público sobre a qualidade do serviço prestado. 

O vereador também falou, entre outros assuntos, sobre as piscinas de hidroginástica do complexo Mário Covas que estão sem aquecedor e sem piscineiro. O parlamentar foi informado que há a licitação para o conserto do aquecedor, que deverá ser concretizado em breve.