SP autua 99 festas e comércios irregulares em 13,9 mil fiscalizações no fim de semana

189

Medidas para coibir festas clandestinas e aglomerações mobilizam agentes públicos estaduais e municipais; 33 locais são fechados no período.


O balanço atualizado do Governo do Estado apontou 99 autuações a eventos e comércios em desobediência ao Plano São Paulo ao longo de 13.990 ações de fiscalização no último final de semana. Entre sexta-feira (26) e a madrugada desta segunda (29), 33 locais foram fechados por funcionamento irregular e descumprimento de protocolos sanitários.

A fiscalização intensa integra o reforço em ações de enfrentamento à pandemia em todas as regiões do estado. Desde o dia 26 de fevereiro, na fase emergencial, o Estado determinou combate mais rígido a aglomerações e eventos clandestinos para conter o contágio acelerado do coronavírus. 

A força-tarefa integra agentes de órgãos do Governo do Estado para reforçar o trabalho de fiscalização de Prefeituras e o cumprimento das regras previstas na fase emergencial do Plano São Paulo. 

Entre sexta e a madrugada desta segunda, a Polícia Militar atuou de forma preventiva na capital, litoral e interior em 147 ações de apoio à Vigilância Sanitária e 9.873 dispersões – foram 2.985 pontos de aglomeração flagrados pela PM. 

A Vigilância Sanitária Estadual inspecionou 3.248 pontos comerciais, dos quais 61 foram autuados e seis interditados. O Procon-SP vistoriou 678 estabelecimentos e autuou 36 por desrespeito a restrições de circulação e descumprimento de medidas sanitárias como uso obrigatório de máscaras e distanciamento social. 

Na capital, a Guarda Civil Metropolitana deu apoio à fiscalização municipal na vistoria de 44 locais, com duas autuações, além de 19 estabelecimentos interditados e outros oito lacrados. 

Qualquer pessoa pode denunciar atividades clandestinas e de aglomerações, em Votuporanga/SP, pelo telefone (17) 99615-1003.