São Paulo é o estado com mais vacinas aplicadas contra a COVID-19

119

Com 88,42% das doses destinadas pelo Plano Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Estado mantém elevada eficiência na campanha.

São Paulo é o estado brasileiro que mais vacinou contra a COVID-19, segundo levantamento feito pelo consórcio de veículos de imprensa com dados coletados com as secretarias estaduais de Saúde. Na noite de sábado (17), a eficiência atingiu 88,42% de doses aplicadas em relação ao número de vacinas recebidas pelo estado dentro do PNI (Plano Nacional de Imunizações) do Ministério da Saúde.

Na prática, isso quer dizer que de cada 100 doses distribuídas no Estado, quase 90 foram aplicadas. A distribuição de lotes da vacina contra a COVID-19 pelo Ministério da Saúde obedece ao critério de proporcionalidade da população de cada estado. De acordo com o último levantamento divulgado, São Paulo aplicou 9.083.607 vacinas. 

O alto percentual registrado pelo Estado de São Paulo é consequência da logística montada para a distribuição das vacinas disponíveis, com envio de remessas semanais pela Secretaria de Estado da Saúde para todas as regiões do estado. Trata-se de um criterioso planejamento executado pelo PEI (Plano Estadual de Imunização), criado para garantir que os cidadãos paulistas sejam imunizados com agilidade devido o recrudescimento da pandemia do novo coronavírus. 

Outra ferramenta que contribuiu para o sucesso desse trabalho foi a criação do site do Vacina Já (www.vacinaja.sp.gov.br), que contribuiu com a celeridade do pré-cadastro da vacina contra a COVID-19, evitando filas nos locais de imunização. 

Recorde de vacinas 

Outro ponto a se considerar é que o Estado de São Paulo registrou o maior número de doses aplicadas em 24 horas na sexta-feira (16), com 299.559 imunizações. Segundo o consórcio de veículos de imprensa, São Paulo tem hoje 13,13% de sua população imunizada com a primeira dose e 6,49% com a segunda dose. 

Doses aplicadas por Estado 

Estado – % doses usadas

  • São Paulo – 88,42
  • Pará – 88,26
  • Sergipe – 84,21
  • Mato Grosso do Sul – 82,4
  • Ceará – 81,94
  • Alagoas – 79,15
  • Amapá – 76,94
  • Paraíba – 73,47
  • Bahia – 71,43
  • Paraná – 71,42
  • Rondônia – 70,12
  • Espírito Santo – 69,91
  • Distrito Federal – 69,85
  • Santa Catarina – 69,43
  • Pernambuco – 68,83
  • Rio Grande do Sul – 68,49
  • Piauí – 65,97
  • Mato Grosso – 65,57
  • Rio Grande do Norte – 63,65
  • Goiás – 61,62
  • Minas Gerais – 59,98
  • Amazonas – 59,45
  • Maranhão – 58,41
  • Tocantins – 57,66
  • Acre – 54,86
  • Rio de Janeiro – 54,36
  • Roraima – 54,34

Levantamento do consórcio dos veículos de imprensa com dados das secretarias estaduais de Saúde (atualização em 17 de abril). 

*Com informações do governo de SP