Santa Casa consome 300 bolsas de sangue por mês

97

Estoque da Agência Transfusional segue baixo; médica hematologista, Dra. Ilmeida Tonini de Oliveira, pediu a doação de todos.

Em um ano de pandemia do Coronavírus, o cenário na saúde mudou. Com a patologia, diversos protocolos foram implantados, alterando a assistência hospitalar. A Agência Transfusional da Santa Casa de Votuporanga também sentiu o efeito COVID-19.

Atualmente, o consumo mensal varia entre 280 a 350 bolsas de sangue. A quantidade é um pouco menor, comparado com outros anos, que eram realizadas, em média, 450 transfusões por mês.

A médica hematologista e hemoterapeuta, Dra. Ilmeida Tonini de Oliveira, ressaltou que a utilização de bolsas é irregular e tem oscilações. “Na pandemia, reduz o consumo mais programado, aumentando uma demanda inesperada. As transfusões, atualmente, estão direcionadas mais para traumas e acidentes, seguidos pela COVID-19 e as rotinas clínicas”, contou.

Os tipos mais consumidos são os mais comuns na população:  A positivo e O positivo. “Entretanto, utilizamos O negativo nas emergências”, frisou.

Dra. Ilmeida ressaltou que o estoque está baixo. “O sangue é um produto totalmente humano, sem doação, não existe transfusão. Com a pandemia, nossos voluntários também adoeceram, além do medo de ajudar, de ir até a Unidade de Coleta. Mais do que nunca, precisamos desta corrente de solidariedade”, enfatizou.

Para colaborar, o doador deve se dirigir até à Unidade de Coleta de Sangue, anexa ao Mini-Hospital “Fortunata Germano Pozzobon”, situada à rua Antônio Galera Lopes, 2652, esquina com a Antônio Serafim de Queiroz, na Zona Norte. O telefone para mais informações é o (17) 3423-2986 ou (17) 98116-7145.

O procedimento da coleta continua mesmo durante a pandemia, seguindo todas as normas de segurança. As medidas de higienização foram intensificadas, além da disponibilização do álcool em gel em vários pontos do local e a utilização de máscaras faciais por parte dos funcionários e também dos doadores.

Além das terças-feiras, das 15h às 18h, os interessados também podem doar às quintas-feiras, das 8h às 11h, e todo primeiro sábado do mês, exceto feriados, das 8h às 11h, mediante agendamento prévio.

Doações

Para ser doador de sangue é preciso estar bem de saúde; ter idade entre 16 a 69 anos (menores de 18 anos devem estar acompanhados dos responsáveis), o homem deve pesar mais de 50kg e a mulher mais de 51kg. O primeiro ato deve ser antes dos 60 anos.

Pela manhã, evitar jejum e se alimentar normalmente. Já no período da tarde, aguardar três horas após o almoço, caso esteja fazendo uso de algum medicamento, levar o nome do remédio. Pessoas com tatuagens também podem doar após um ano de realização do procedimento.

O período de doação varia para homens, que podem ajudar até quatro vezes ao ano e mulheres, três vezes e, em ambos os casos, com intervalo de três meses.

Antes de se dirigir até a Unidade, é importante dormir bem por pelo menos seis horas, evitar jejum e o uso de bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores, fazer refeições leves e não fumar uma hora antes.