Saev Ambiental inicia processo de desassoreamento da Represa Municipal

225

Na manhã desta quinta-feira (24) foi realizado o primeiro procedimento técnico.


Na manhã desta quinta-feira (24) foi dado início aos estudos e procedimentos técnicos que vão possibilitar o desassoreamento da Represa Municipal, que desde a sua inauguração, na década de 1970, vem sofrendo com o acúmulo de areia. O projeto visa remover os sedimentos acumulados, devido às ações humanas e fenômenos naturais para o melhor aproveitamento da área.

O processo começa pela batimetria, que se trata de uma radiografia do fundo da represa, responsável pelo levantamento batimétrico relacionado às medições de profundidade. A operação revela a quantidade de água disponível, com intenção de estabelecer a quantidade de sedimentos que devem ser retirados pela Saev Ambiental, e dessa forma aumentar a capacidade de fornecer água potável para a população.

“Viabilizar e executar o desassoreamento da represa de captação de água da Saev Ambiental para aumentar a capacidade de armazenamento de água e garantir o abastecimento para as próximas décadas”, explica o prefeito Jorge Seba.

“Foi dado o primeiro passo para a realização desse projeto tão esperado. Todas as operações estão sendo feitas com equipamentos da mais alta tecnologia, que vão possibilitar que o trabalho seja feito de maneira segura e benéfica para o meio ambiente” destaca o superintendente da Autarquia, Antônio Alberto Casali.

Imagens aéreas e aquáticas já foram captadas com uso de drones e de um instrumento chamado sonar, além do uso de barcos e outros instrumentos importantes para o andamento do projeto que deve levar cerca de 30 dias para ser finalizado pela empresa contratada.