Jornal “O Extra” de Fernandópolis questiona se Ambev montará fábrica em Votuporanga

1202

Em sua edição deste domingo, o jornal da cidade vizinha estampou na Coluna Entrelinhas, assina por um dos diretores do jornal, Beto Iquegami, o seguinte questionamento: “A maior conquista da história: fábrica da Ambev em Votuporanga. Será que irão conseguir?”

 

 

Veja o que saiu no jornal “O Extra” de Fernandópolis:

“Certamente você já ouvira falar da Ambev, a 14ª maior empresa do Brasil; a primeira colocada no ramo de produção de bebidas; controladora de cerca de 68% do mercado nacional, com mais de 30 cervejarias espalhadas e integrante, junto com a belga Interbrew, do grupo Anheuser-Busch InBev, maior fabricante mundial. Dentre seus produtos estão a Brahma, Budweiser, Antártica, Polar, Skol, além de refrigerantes, águas e similares. Pois bem. Acreditaria, caro leitor(a), se afirmássemos que uma unidade dessa empresa, avaliada na Bolsa de Valores em R$ 301,93 bilhões, poderia ser instalada na região? Óbvio que pelo histórico recente, somente haveria de ganhar contornos de factibilidade se fosse em um desses dois municípios: São José do Rio Preto ou Votuporanga. Bingo! É, ou melhor, poderá ser, em Votuporanga. Se ratificada a possibilidade (por enquanto apenas possibilidade), seria, disparada, a maior conquista da história, não só do município de lá, como de toda a região”.

“Será possível que irão conseguir? Respostas dependem muito do Estado. E não adianta buscar informações ou ratificações na cúpula da cidade vizinha. Bem articulados que são e experimentados em negociações de bastidores (para citar um exemplo recente, eis a Havan), negam qualquer injunção, até mesmo comentário, mas podem cravar: a possibilidade há sim e muitíssimos poucos sabem que ela existe, porém depende fundamentalmente do governo do Estado. É necessário que Doria entre na denominada guerra fiscal e tope conceder algum tipo de incentivo, de anistia, ou compensação tributária. Se isso sair, a probabilidade da especulação ganhar ares de factibilidade aumenta exponencialmente. Se não, ficará restrita a um breve sonho de verão. E lembremos. O atual líder de governo na Assembleia Legislativa é Carlão Pignatari, votuporanguense de carteirinha e, recentemente, Doria dividiu o Estado em 11 polos industriais, criando um programa de incentivo fiscal”, encerra a matéria.