Inflação dispara e governo reajusta previsão do salário para R$ 1.310 em 2023

173
Foto: Reprodução

Valor previsto para o salário mínimo do próximo ano era de R$ 1.294 na proposta apresentada em abril, mas reajuste foi necessário.


Em meio a um cenário de inflação acelerada, o governo aumentou novamente sua previsão para o salário mínimo de 2023. A Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia agora estima que o piso salarial deve chegar a R$ 1.310,17 no ano que vem.

O aumento é de R$ 98,17 em relação ao valor atual (R$ 1.212), e está acima do previsto na proposta da Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) enviada ao Congresso Nacional em abril. No documento, consta um reajuste para R$ 1.294.

A mudança foi necessária porque a correção do mínimo acompanha a inflação, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Em abril, a pasta da Economia projetava INCP de 6,7% para este ano, mas agora elevou a projeção para 8,1%.

Caso a inflação apurada em 2022 fique acima desse percentual, um novo cálculo será necessário. Por lei, o reajuste do mínimo precisa garantir que não haja perda no poder de compra dos trabalhadores, embora o governo não seja obrigado a conceder um aumento real.

Referência

O salário mínimo é referência para 56,7 milhões de cidadãos brasileiros, segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Um pouco menos da metade, ou 24,2 milhões, são beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).