15 jogos, 28 gols e 89 rivais sem vitória: o raio-x do tabu do Corinthians contra São Paulo 

148
Rogerio Ceni e Jô no Corinthians x São Paulo de 2017; ambos serão personagens neste domingo — Foto: Marcos Ribolli

Timão recebe o Tricolor neste domingo, na Neo Química Arena, para manter hegemonia.


O domingo será de clássico na Neo Química Arena. O jogo válido pelo Campeonato Brasileiro, que começa às 16h, será o 15º encontro entre Corinthians e São Paulo no estádio corintiano. Há oito anos (desde 2014), o Timão defende um tabu enorme: são dez vitórias e cinco empates contra o rival. E nenhuma derrota.

Será o primeiro Majestoso da temporada 2021 em Itaquera. No Paulistão, o Timão perdeu os dois duelos que fez no Morumbi: 1 a 0 na fase classificatória e 2 a 1 na semifinal. Agora, porém, o técnico Vítor Pereira reencontra seu maior algoz com uma partida dentro do estádio, com o apoio da torcida.

Muitos jogadores e técnicos passaram pelos dois lados, e o tabu se manteve. 

Trouxemos um raio-x dos clássicos entre Timão e Tricolor disputados em Itaquera. 

Corinthians teve sete técnicos nestes duelos no período: Fábio Carille em seis jogos, Tite em outros três, Vagner Mancini em dois e Mano Menezes, Jair Ventura, Cristóvão Borges e Sylvinho em um jogo cada. Vítor Pereira será o oitavo. 

Pelo lado do São Paulo, foram dez treinadores: Muricy Ramalho, Edgardo Bauza, Rogério Ceni, Diego Aguirre e Cuca com dois clássicos cada, Milton Cruz, Fernando Diniz, Mancini e Crespo, com um jogo cada. Juan Branda, auxiliar de Crespo, comandou o último em razão de um quadro de Covid-19 do argentino. Mancini, portanto, é o único a ter defendido os dois lados. E Ceni volta a Itaquera. 

No Corinthians, foram usados 80 jogadores diferentes. O goleiro e capitão Cássio esteve presente nas 15 partidas. Já o lateral-direito Fagner jogou 14. Esteve ausente apenas na vitória por 3 a 2 em 2017. São os dois mais assíduos no clássico da Arena. 

Já o São Paulo usou 89 atletas, com destaque para Rogério Ceni, que disputou partidas como goleiro e treinador da equipe. Aliás, o revezamento na meta tricolor chama a atenção: foram seis goleiros em 15 jogos: Dênis, Ceni, Renan Ribeiro, Sidão, Jean e Tiago Volpi. Agora, será a vez de Jandrei. 

Atuaram pelos dois times o atacante Luciano e zagueiro Anderson Martins. 

Com dez vitórias e cinco empates, o Timão acumula 28 gols marcados no duelo, uma média de 1,86 por partida. O São Paulo, por sua vez, marcou 12 (média de 0,8). 

A artilharia do confronto em Itaquera é do paraguaio Ángel Romero, dono de três gols. 

Quem fez gols no clássico de Itaquera: 

Pelo Corinthians 

  • Três gols: Romero; 
  • Dois gols: Fábio Santos, Jadson, Bruno Henrique e Lucca; 
  • Um gol: Guerrero, Elias, Edu Dracena, Cristian, Yago, Jô, Gabriel, Rodriguinho, Ralf, Manoel, Gustagol, Danilo Avelar, Vagner Love, Pedrinho, Otero, Luan e Gustavo Mosquito. 

Pelo São Paulo 

  • Marcaram: Souza, Edson Silva, Carlinhos, Cueva, Lucas Pratto, Gilberto, Wellington Nem, Brenner, Pablo, Antony, Miranda e Luciano.

*Com informações do ge