FESTA DAS CRIANÇAS – Meidão reclama de sujeira deixada na Praça São Bento no final de semana

385

 

Praça São Bento após evento voltado às crianças que aconteceu no final de semana

 

Meidão reclama da sujeira deixada na São Bento

Da tribuna, na última sessão ordinária, ocorrida na noite da última segunda-feira, o vereador Mehde Meidão, que também responde pela presidência da Casa, reclamou de sujeira deixada na Praça São Bento no fim de semana, ocasião em que aconteceu uma festa em homenagem ao Dia das Crianças.

O parlamentar questionou sobre o motivo do Horto Florestal não ser utilizado em eventos especiais, como esse, voltado ao Dia das Crianças. Confira o que disse o presidente da Câmara, na Sessão Ordinária de segunda-feira (14/10).

Meidão questionou o prefeito João Dado, sobre o porquê do Horto Florestal ter ficado fechado no Dia das Crianças, e disparou: “Eu acho isso uma vergonha e quero mandar um recado ao senhor prefeito: Procure ver a agenda do que vai  acontecer no município, porque é um absurdo  o que fizeram contra a Vossa Excelências, isso só prejudica a sua imagem em Votuporanga. Uma festa que poderia ter acontecido no Horto Florestal ser realizada na Praça São Bento, numa parceria com a Rádio Cidade de Votuporanga.”

“Outra reclamação é que alguém publicou, pessoa talvez ignorante, que não conhece leis e que eu gostaria que viesse até a esta Casa para pegar um regimento interno e lei orgânica do munícipio. Essa pessoa criticou muito dizendo que a população não comparece ao Horto Florestal porque não tem cachaça, bebidas e não tem cerveja. Espaço público do município não se pode vender bebida alcoólica. Então fica dado o recado a esta pessoa que criticou a prefeitura e a própria câmara no sentido de que procure saber o que pode e o que não pode”, disse Meidão.

Da tribuna, Meidão mostra imagens do lixo deixado na Praça São Bento depois da citada festa. O vereador disse que foi informado por operários, que trabalharam até às 5h da manhã não sabiam dizer quem fez a sujeira, se era feirante. “Está na hora do povo tomar vergonha na cara. Quem fez isso aí deveria respeitar um pouco mais a administração e a própria cidade que ele vive”, finaliza.