Falece em Imperatriz (MA), aos 97 anos, o empresário Euclides Facchini

6098

Faleceu na madrugada deste sábado (11), aos 97 anos de idade, o Sr. Euclides Facchini. Ele estava internado em um hospital da cidade de Imperatriz, no Maranhão.

Segundo familiares, Euclides Facchini sofria de Alzheimer e estava acamado há cerca de três anos. O corpo dele será cremado no município de São Luiz, capital do Estado. Devido ao período de quarentena, não serão realizadas cerimônias de velório e de enterro.

Euclides Facchini nasceu no dia 13 de janeiro de 1923. Foi casado com Maria Santos Facchini, que faleceu em 2009, aos 84 anos. Juntos, o casal tiveram os filhos Roberto Facchini; Rubens Facchini; Romildo Facchini; Rosani Marli Facchini; Euclides Facchini Filho Rosa Facchini e Rui Manoel Facchini.

Pioneiro de Votuporanga, Sr. Euclides, construiu um império da indústria de transporte rodoviário

Em texto do jornalista Nelson Camargo, publicado na edição comemorativa dos 50 anos deste Jornal (15/07/2004) extraímos um pouco da vida de Euclides Facchini, da sua empresa e de sua família:

Facchini transporta o progresso do País

“A cidade mal se despontava. Uma ou outra casa de tijolos. Muitas de sapé, de pau-a-pique. Das ruas, recentemente traçadas, brotava a poeira, que se misturava, irisada pelo sol. A música era dos carros de bois, que vinham ao patrimônio em busca de suprimentos para as lides da lavoura”, era assim que o jornalista Nelson Camargo descrevia Votuporanga dos anos 40, época em que um rapaz de 20 anos chamado Euclides Facchini trocava São José do Rio Preto pela esperança e pela fé no futuro de uma cidade que nasceu espontaneamente pela força da sua privilegiada posição geográfica e pelas suas riquezas naturais, virgens, em relação à fúria dos bandeirantes daquele século.

Atraído por um convite de emprego na Olaria do Menezes, Euclides trabalhou lá por um ano e meio, até encontrar oportunidade melhor na cidade, onde o comércio e o desenvolvimento davam os primeiros passos. A EFA – Estrada de Ferro Araraquara o admitiu como servente, cargo que permaneceu apenas uma semana. Seu perfil de líder, de empreendedor e de condutor de empresas lhe rendeu a confiança e um cargo de chefe na seção de carpintaria da ferrovia que desbravava o Oeste.

A vida de ferroviário de Euclides Facchini durou apenas quatro anos, tempo que precisou para decidir abrir o seu próprio negócio, uma modesta oficina de carpintaria. Mas mal sabia ele que anos depois aquela empresa tornaria uma das maiores do País em seu ramo de atividade, exportando qualidade e o nome da família para todos os continentes do mundo.

Uma história com nome e sobrenome

Fundada em 1950, a Facchini começou consertando e fabricando carriolas e carrinhos de tração animal, além de um e outro serviço em madeira que lhe rendiam outros dividendos. Naquela época a empresa possuía, além do fundador Euclides, apenas mais um empregado.

As jornadas dos artesões prolongavam dentro da noite, com o auxílio de candeeiro e à luz da forja, que destemperava o ferro.

Com o crescimento da Fábrica de Carrocerias Facchini não demorou para que novas máquinas fossem incorporadas ao patrimônio da indústria, e a pequenina área de 15 metros por 8, nos meados dos anos sessenta, já se estendia para 1.400 metros quadrados de área coberta.

Após a fabricação das primeiras carrocerias de caminhão em 1951, que lhe foram encomendadas por Joaquim Ferreira Júnior e Hernani Mattos Nabuco, tal o esmero, o capricho com que Euclides se dedicava ao trabalho, a indústria ultrapassou as fronteiras da cidade de Votuporanga e as carrocerias da indústria que levava seu sobrenome já eram referências em vários Estados brasileiros.

No final dos anos 60, já eram cerca de vinte funcionários trabalhando na indústria, além de João Batista, pai de Euclides; os sobrinhos, Antônio César e Luiz Antônio; e os filhos Roberto, Rubens, Romildo, Rui, Euclides Filho, Rosa e Marli, que também ajudavam a construir novos horizontes para a indústria.

Atualmente a Facchini S/A conta com uma produção média de 3.000 produtos por mês, desenvolve, produz e distribuís uma linha completa de implementos rodoviários para todos os segmentos de transportes para caminhões leves, médios e pesados. São 10 FÁBRICAS com linhas distintas e integradas; 32 distribuidores exclusivos no Brasil; 10 distribuidores exclusivos no exterior.