Ex-prefeito é acusado de esfaquear agricultor após  perseguição em rodovia

720

Briga começou no acostamento de rodovia e terminou em uma residência de Pedranópolis

Gustavo Jesus (O Extra NET)

Dois homens identificados como E.H.C.F. e E.H.C., de 29 e 52 anos, ambos agricultores, moradores do município de Pedranópolis, prestaram queixa nesta quinta-feira, 8, após o envolvimento em uma briga com outro sujeito, identificado como S.S.

O nome indicado com as iniciais S.S. pertence ao ex-prefeito Sidnei de Sá.

A discussão começou pelo telefone e a briga ocorreu às margens da Rodovia Euclides da Cunha, no sentido a Fernandópolis. Segundo consta no boletim de ocorrência o embate foi causado por uma dívida de Sá com E.H.C..

VERSÕES DA BRIGA

No boletim de ocorrência, Sá deu a sua versão dos fatos. De acordo com o ex-prefeito, ele estava sendo ameaçado por E.H.C.F., que é filho de E.H.C., por causa de uma dívida que ele havia contraído com o pai. Ainda de acordo com Sá ele estava indo para Fernandópolis quando começou a ser perseguido por pai e filho.

Em seu depoimento, em determinado ponto do caminho ele parou o carro no acostamento e foi agredido pela dupla.

Na versão contada por E.H.C.F., eles tinham marcado com Sá um encontro para conversarem sobre a dívida na praça central de Pedranópolis. Sabendo que ele estaria indo para Fernandópolis, ambos foram atrás do ex-prefeito na rodovia.

Quando os dois veículos pararam no acostamento, segundo E.H.C.F., Sá agrediu seu pai, momento que ele revidou as agressões e foi atingido por uma facada no braço.

Depois da discussão e da troca de agressões todos entraram em seus veículos e retornaram para Pedranópolis. Sá descartou a faca em frente a uma residência e se escondeu no imóvel. E.H.C.F. e E.H.C. identificaram o local e chamaram a polícia para a confecção do Boletim de Ocorrência.

Informações extraoficiais indicam que a Polícia apura o envolvimento de um político de Pedranópolis no caso.