“Estou sendo perseguido pelo vereador dr. Ali”, diz Hery Kattwinkel

760

Bate-boca entre o vereador Hery e o dr. Ali Hassan toma conta da primeira metade da sessão da Câmara da última segunda-feira, dia 22.

Na sessão da Câmara do dia 22, segunda-feira, o vereador Hery Kattwinkel, em uma longa fala, comentou sobre a perseguição que estaria sofrendo entre os vereadores.

Hery lembrou de sua breve cassação, quando ele foi afastado do cargo de vereador, retornando alguns meses depois. Quando voltou à Câmara, o vereador comentou que fora bem recebido por alguns vereadores. “Mas infelizmente, e eu vou dar nome aos bois, eu continuo a ser perseguido insistentemente pelo dr. Ali”, completou.

“Parece que aquela busca desenfreada pelo poder, aquela questão de cassar o Hery não acaba pra ele”, disse Hery sobre o vereador dr. Ali Hassan.

“Tanto é verdade que o trabalho legislativo desse vereador, o dr. Ali, é muito aquém da maioria dos vereadores. Em dois meses eu fiz muito mais do que ele em sete meses de trabalho”, disse. E, falando direto para o vereador dr. Ali Hassan, diz: “eu gostaria que o senhor pudesse utilizar todo esse empenho para trabalhar pouco mais”.

“Tira essa mágoa do coração de vossa excelência. Talvez eu estar aqui seja a personificação do seu próprio fracasso, porque o senhor conduziu o processo eleitoral de cassação, e eu estou aqui”, concluiu Hery sua primeira parte da fala.

Hery Kattwinkel x Câmara dos Vereadores

Então o vereador seguiu seu discurso falando sobre o objeto de fato, que são as novidades do seu estado jurídico e do processo que ele move contra a Câmara de Votuporanga: “recentemente o dr. Ali contratou um advogado em São Paulo para ser assistente da Câmara de Vereadores. De duas, uma: ou ta sobrando muito dinheiro, ou ele não acredita no jurídico dessa casa”.

“Dr. Ali não tem nada a ver com o processo, é Hery e Câmara Municipal. São partes distintas. Mas ele fez questão de contratar um advogado de São Paulo para ser assistente no processo para tentar me cassar. Já perdeu uma vez, vai perder uma segunda”, conclui.

Depois, encerrando seu discurso, questiona as motivações do vereador: “tudo em busca do que? Que eu não seja candidato ano que vem? Se for a vontade do povo, seremos candidatos ano que vem. Se não, volto a ser advogado”.

A resposta

Dr. Ali Hassan subiu com um envelope, de onde tirou alguns documentos, que ilustraram sua fala. Começou respondendo que quem estava sendo perseguido era ele, o dr. Ali, processado pelo próprio Hery Kattwinkel em um caso envolvendo o filho do dr. Ali. “Pediu minha cassação e levou lambada, porque o juiz disse ‘o dr. Ali não faz parte do processo. O sr. não colocou ele como réu, ele não é sujeito passivo’. Então se tiver um incompetente aqui não sou eu”, disse dr. Ali Hassan.

Sobre a contratação do assistente jurídico pela câmara, dr. Ali responde: “arrumar um assistente para a Câmara está dentro da lei. Prove para mim que é ilegal. Onde está escrito que é ilegal?”.

O vereador comentou a presença da professora Isabel, em visita ao plenário, que havia lhe dado aulas de datilografia, além de ter trabalhado com o dr. Ali quando ele era delegado de polícia. “Eu não tenho nenhuma mácula na minha vida”, disse Ali.

Depois acusou o vereador Hery de ameaçar pessoas no caso do processo contra ele. E finaliza mostrando os documentos de seu envelope: “e eu nunca bati na minha mãe e nem na minha irmã, e o senhor foi condenado que eu to com a sentença aqui”. A pena, entretanto, foi suspendida, o que foi lembrado pelo vereador Hery. Seguiram outras acusações sobre o comportamento passado de Hery, do qual ele teria a “ficha inteira”.

Sobre quem trabalhou mais, dr. Ali responde: “quanto ao meu desempenho na Câmara, eu reconheço, tem vereador que já fez 600 indicações aqui. Mas eu não faço indicação, eu vou no prefeito e converso com ele. Agora eu quero saber quantos projetos do tempo que o senhor está aqui você aprovou. Eu tenho bastante”.

O discurso do vereador Ali terminou com uma ameaça: “Você procurou, agora você achou. Pra gente falar dos outros não pode ter telhado de vidro”.