Empresa é multada em mais de R$ 100 mil por possuir madeira nativa sem autorização em Votuporanga

343

Polícia Militar Ambiental flagrou a irregularidade durante fiscalização nesta sexta-feira (19); material foi apreendido.


Policiais Militares Ambientais realizavam patrulhamento pelo município de Votuporanga/SP, nesta sexta-feira (19), quando ao realizar fiscalização de estoque de madeira nativa em uma empresa atacadista e varejista de móveis teria constatado irregularidades. 

De acordo com informações, no pátio do estabelecimento foi efetuado a mensuração peça a peça, e após comparação entre o declarado no sistema virtual Documento de Origem Florestal (DOF) com o estoque físico, foi constatado um déficit de 336,6126 m³ nos cortes dos tipos Vigota, Viga, Tábua, Sarrafo e Prancha, assim como, um excesso de 1,6838 m³ de madeira nativa nos cortes dos tipos Vigota curta, Viga Curta, Tábua Curta, Lâmina e Caibro. 

Diante do fato, uma multa no valor de R$ 100.983,78 foi lavrada, por possuir madeira nativa serrada, sem licença válida outorgada pela autoridade competente; além de uma advertência pelo armazenamento da madeira. 

Ainda segundo apurado, foram apreendidos 1,6838 m³ de madeira nativa nos cortes dos tipos Vigota curta, Viga Curta, Tábua Curta, Lâmina e Caibro, ambos da espécie “Jequitibá” e o corte Lâmina na espécie “Para-raios”, e por falta de meios de remoção da madeira do local da infração, o referido produto ficou no pátio da empresa, com o proprietário na condição de depositário fiel.