Doria comemora imunização de Mourão e rebate críticas com ‘vou te vacinar também’

235

O governador paulista brincou até com ele mesmo e mandou um “Vou te vacinar de calça apertada”


Com mais de 90% das doses aplicadas contra a covid-19 produzidas pelo Instituto Butantan, do governo de São Paulo, João Doria (PSDB) iniciou, no final desta manhã (29), uma ação no Twitter para, principalmente, rebater críticas sobre sua atuação na pandemia, marcada por restrições à Economia como forma de manter o isolamento social. “Ok, vou te vacinar também” foi a resposta padrão às menções em centenas de postagens ou ataques que o governador recebe nas redes sociais. 

Para completar, Doria ainda comemorou, no começo da tarde, o fato de o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, ter recebido a primeira dose da Coronavac. “Excelente notícia, @GeneralMourao. Parabéns! Tomou a vacina do Butantan. Viva a vacina! Viva a vida!”, escreveu o governador.

Compromisso

Entre os que receberam o “compromisso” do governador em receber imunizantes contra o novo coronavírus estão o deputado federal e filho do presidente Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), bem como o deputado estadual Frederico DÁvila (PSL-SP), inimigos e opositores à gestão do tucano. Aos pedidos de um usuário identificado como Guilherme Pinheiro, Doria respondeu: “Guilherme, vou vacinar a p….opulação toda.” 

No perfil, Doria abusou da ironia. A um internauta que perguntava se alguns nomes citados seriam “gado”, referência a seguidores de Bolsonaro, o governador emendou: “Vou vacinar você e o gado também”, postou. A outro, que citou os robôs utilizados por redes bolsonaristas, disse que iria vacinar até os robôs. O governador paulista brincou até com ele mesmo e mandou um “Vou te vacinar de calça apertada” em várias postagens, uma referência aos ataques que recebe de seguidores de Bolsonaro sobre sua maneira de vestir. 

Nesta segunda-feira (29), o Instituto Butantan entregou novo lote com mais 5 milhões de unidades da Coronavac, vacina contra o novo coronavírus, ao Ministério da Saúde. O total de doses repassadas chega a 32,8 milhões. Fazem parte do rol de autoridades que receberam o imunizante do instituto Butantan, o ministro da Economia, Paulo Guedes e o vice-presidente Hamilton Mourão.

Novas vacinas

Na sexta-feira (26), Doria havia anunciado que o Instituto Butantan, que conta com recursos do governo do Estado, pediu à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) registro para os testes clínicos de um novo imunizante candidato a ser incorporado ao calendário vacinal. A Butanvac seria o primeiro imunizante a poder ser produzido integralmente em território nacional, apesar de ter sido desenvolvido a partir de tecnologias estrangeiras.

Horas depois do anúncio, o ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, realizou cerimônia para apresentação de outra vacina candidata apoiada pelo governo federal, a Versamune. O imunizante, entretanto, é desenvolvido pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, ligada à Universidade de São Paulo (USP) que também conta com financiamento do governo estadual. 

*Com informações Estadão Conteúdo