Covid-19: Votuporanga transforma UPA em ‘Hospital de Campanha’

110

A partir de segunda-feira (8) os atendimentos de urgência e emergência que não envolvem sintomas gripais serão transferidos para Mini Hospital do Pozzobon.


A partir de segunda-feira (8), a UPA 24 horas de Votuporanga será transformada em Centro de Atendimento Covid-19 e passará a atender somente pacientes com sintomas gripas. A estrutura temporária anexa à unidade também continuará funcionando para fazer frente à demanda de atendimentos. Os demais casos de urgência serão atendidos no Mini Hospital do Pozzobon 

A reorganização desses atendimentos foi anunciada na manhã desta sexta-feira (5) pelo prefeito Jorge Seba que estava acompanhado do vice-prefeito Cabo Valter; da secretária da Saúde, Ivonete Félix; do vereador, Daniel David, representando a Câmara Municipal; do provedor da Santa Casa, Luís Fernando Liévana; e do médico e secretário executivo do Comitê Gestor de Enfrentamento à Covid-19 de Votuporanga, Dr. Chaudes Ferreira da Silva Júnior. 

Com a mudança nos atendimentos, a UPA foi equipada com mais seis respiradores, destinados pela USP (Universidade de São Paulo), por intermédio do deputado estadual, Carlão Pignatari, e que chegaram à Votuporanga nesta sexta-feira. “Desta forma, teremos oito leitos de retaguarda, com ventilação mecânica, para assistir pacientes com sintomas mais graves até que eles consigam ser transferidos para algum hospital através da regulação do Estado”, explicou a secretária Ivonete. 

O Mini Hospital do Pozzobon também terá equipe reforçada para atendimentos de urgência e emergência que não envolvam sintomas gripais. “É muito importante que a população tenha consciência, neste momento, e utilize os serviços de acordo com suas reais necessidades”, disse.  

Outra medida será a ampliação da telemedicina para atendimento de pacientes nos Consultórios Municipais, a ampliação da validade de receituários médicos e redução das primeiras consultas, não urgentes, nas unidades de saúde. “Queremos atender os pacientes, mas vamos buscar alternativas para que eles só saiam de casa se realmente for necessário. Portanto, quem não precisa buscar atendimento presencial, poderá contar com os atendimentos por telefone junto às unidades de saúde”, reforçou a secretária. 

O médico Dr. Chaudes Ferreira da Silva Júnior, que também é responsável pela rede urgência e emergência em Votuporanga, alertou que os hospitais já atingiram a capacidade funcional e que essa ampliação de atendimento na UPA é para retaguarda de quem espera por algum leito hospitalar. “Estamos na batalha, vamos vencer, mas ainda não vencemos. Precisamos vacinar 95% da população e até que isso ocorra não temos outra saída. Precisamos usar máscara 100% do tempo, manter mãos higienizadas, distanciamento social. Temos que fazer nossa parte”. 

O prefeito Jorge Seba explicou que essas mudanças se fizeram necessárias frente à situação que o município e toda a região vêm enfrentando de aumento no número de casos. “Com esta medida estamos ampliando nossa capacidade de pronto-atendimento para pessoas com sintomas gripais. Precisamos agradecer ao nosso amigo e deputado Carlão que conquistou esses seis respiradores junto à USP”, disse.  

Representando a Câmara Municipal, o vereador Daniel David reafirmou total apoio do Legislativo às ações do Executivo. “A Prefeitura tem sido perfeitamente correta em suas ações e tem total apoio da Câmara. Devemos continuar firmes nessa posição para que esse momento passe rápido. Convocamos novamente o apoio de toda a população para mantermos as medidas de prevenção”.