UPA confirma morte de 40 pacientes à espera de leito por Covid-19 em março

695
Foto: Prefeitura de Votuporanga

Segundo a Prefeitura de Votuporanga/SP, 131 internações foram realizadas na Unidade de Pronto Atendimento e, do total, 40 morreram de 6 a 29 de março.


A Secretaria de Saúde de Votuporanga/SP confirmou, nesta quinta-feira (31), que 40 pacientes morreram à espera da transferência para leitos de tratamento da Covid-19 no município em março. 

De acordo com a Pasta, os atendimentos na Unidade de Pronto Atendimento do município começaram no dia 6 de março. Até segunda-feira (29), 131 internações foram realizadas no local e, do total, 40 morreram. 

A prefeitura informou que os pacientes receberam suporte de oxigênio e respiradores, mas não havia vaga em hospitais de referência para a transferência. 

Um Hospital de Campanha está em construção avançada e deve ser aberto no fim de semana para receber pacientes com a doença. A unidade está sendo construída no estacionamento da Santa Casa do município.

Casos se repetem pela região 

Apenas na quarta-feira (30), quatro mortes de pacientes que esperavam leitos foram confirmadas em Jales/SP. 

Segundo a prefeitura, dois pacientes eram moradores de Jales, tinham 70 e 80 anos, e estavam intubados. O terceiro paciente era um homem de 58 anos, morador de Santa Albertina/SP. Já a quarta morte na cidade foi de uma mulher, de 78 anos, de Paranapuã/SP. 

Desde o início da pandemia, 17 pessoas morreram à espera de leitos para tratamento da Covid-19, ainda de acordo com o município. 

Para tentar atender a todos os pacientes, nesta quinta-feira a Secretaria da Saúde colocou a unidade Uniamérica para atendimento exclusivo de pacientes com a Covid-19. Os demais casos de urgência e emergência não relacionados ao coronavírus serão encaminhados à UPA. 

A Prefeitura de Fernandópolis/SP disse que 11 pessoas com a Covid-19 que aguardavam a transferência para leitos de tratamento da doença também morreram à espera da vaga. 

A Secretaria da Saúde disse que o objetivo é tornar a UPA da cidade para atendimento exclusivo da doença. Já outros casos de urgência e emergência serão encaminhados à UBS Por do Sol. 

Por enquanto a mudança não foi realizada porque o município alega a falta de profissionais para o atendimento. 

*Com informações do g1