SP tem 1 mil mortes por COVID-19 em 24h ainda com efeito de mudanças em sistema federal

360

Balanço reúne dados pendentes por alterações sem comunicação prévia no SIVEP, em 23/3, interferindo nas atualizações do decorrer da semana.


O Estado de São Paulo registra neste sábado (27) 1.051 novos óbitos por COVID-19 referentes às últimas 24h, número que ainda reflete os dados represados após mudança no sistema federal SIVEP nesta semana.

A média móvel desta semana é de 618 mortes e a faixa de 1 mil só foi ultrapassada nos dias 23, 26 e 27 devido à alteração dos critérios de notificação por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no SIVEP, que dificultaram registros e desencadearam oscilações nos dados diários no decorrer desta semana, mesmo com o cancelamento destas mudanças no dia 24 pelo Ministério da Saúde.

Com a atualização de hoje, já são 71.747 vítimas fatais da doença em toda a pandemia. São 2.410.498 casos confirmados, sendo 2.062.273 recuperados. Entre eles, estão 240.087 pessoas que estiveram internadas e receberam alta hospitalar.

Na quinta-feira (25), havia mais de 30,5 mil pessoas hospitalizadas devido à COVID-19: são 30.549 internados, sendo 12.674 pacientes em leitos de Terapia Intensiva e 17.875 em enfermaria. As taxas de ocupação dos leitos de UTI foram de 91,6% tanto no Estado quanto na Grande São Paulo.

A Fase Emergencial do Plano São Paulo foi prorrogada até o dia 11 de abril, com a manutenção das restrições mais rígidas visando garantir a assistência a vida e conter a sobrecarga em hospitais de todo o Estado, além de frear o aumento de novos casos, internações e mortes pelo coronavírus.

O Governo de SP reitera a importância das medidas de distanciamento pessoal, uso de máscaras e higiene das mãos. É fundamental que a população fique em casa, neste momento.

A relação de casos e óbitos confirmados por cidade, junto com o perfil, é divulgada diariamente e pode ser consultada também em: www.saopaulo.sp.gov.br/coronavirus.

*Com informações do governo de SP