SP começa a vacinar idosos com 75 e 76 anos no dia 15 de março

327

Novas faixas etárias de imunização contra o coronavírus são confirmadas pelo Governo do Estado e reúnem cerca de 420 mil pessoas.


O Governador João Doria anunciou nesta segunda-feira (8) que a campanha de vacinação contra o coronavírus será ampliada para abranger idosos com 75 e 76 anos de idade. A partir do próximo dia 15, cerca de 420 mil pessoas nestas duas faixas etárias poderão receber a primeira dose em todos os 645 municípios do estado. 

“Eu sei que esta é uma grande notícia para as pessoas que têm essa faixa etária de 75 e 76 anos. E é uma grande notícia também para seus filhos, irmãos, netos, todas as pessoas que têm compaixão e amor à vida”, afirmou o Governador. 

“Aproveito para pedir que evitem a concentração na manhã do dia 15 para que não tenhamos filas e o desconforto na vacinação nos drive-thrus, seja na capital ou em outras localidades. A vacinação seguirá normalmente das 8h às 17h”, acrescentou Doria. 

A imunização em São Paulo começou no dia 17 de janeiro. Até as 12h50 desta segunda, 2.450.584 pessoas já haviam recebido a primeira dose, e outras 845.821 completaram o ciclo vacinal com a segunda dose, totalizando 3.296.405 vacinações em todo o estado. 

Os públicos vacinados até o momento são profissionais de saúde, indígenas, quilombolas, idosos com mais de 60 anos e pessoas com deficiência com mais de 18 anos vivendo em instituições de longa permanência, além de idosos em geral com idade a partir de 77 anos. 

Vacina Já 

pré-cadastro no site Vacina Já (vacinaja.sp.gov.br) economiza 90% no tempo de atendimento para imunização. O formulário eletrônico leva cerca de um minuto para ser preenchido. Já nos postos de vacinação, em média, a coleta de informações leva cerca de dez minutos. 

A ferramenta ajuda a agilizar o atendimento e a evitar aglomerações. Não é um agendamento e o uso não é obrigatório para receber a vacina, mas utilizá-la contribui para melhorar a dinâmica dos serviços de saúde e o atendimento à população. 

pré-cadastro pode ser feito por familiares de idosos ou de qualquer pessoa que integra os públicos previstos na campanha de vacinação. 

*Com informações do Governo de SP