Prefeitos da região discutem ações contra o aumento de casos da Covid-19

251

Encontro foi realizado na Câmara Municipal de Jales (SP). Além dos prefeitos, participaram secretários de saúde, médicos e representantes comerciais.

Prefeitos, secretários de Saúde, médicos e representantes comerciais de 21 cidades da região noroeste paulista se reuniram na Câmara Municipal de Jales (SP) para discutir medidas de enfrentamento e prevenção ao novo coronavírus. O encontro foi realizado na segunda-feira (30).

Um dos principais pontos discutidos durante a reunião foi a preocupação com a possibilidade de haver um colapso no sistema de saúde dos hospitais das três microrregiões de Santa Fé do Sul, Jales e Fernandópolis (SP).

Segundo o médico infectologista Maurício Faveleça, que atende as cidades de Jales, Santa Fé do Sul, Fernandópolis e Ilha Solteira (SP), a ocupação dos leitos destinados a pacientes com suspeita ou diagnostico confirmado de coronavírus é preocupante.

“O número de infectados vai refletir dentro de um hospital. Ninguém quer ter um familiar ou uma pessoa querida precisando de um hospital e às vezes ter que ser transferida por falta de leitos”, afirma.

Maurício fez um apelo para que os moradores das cidades parem de realizar confraternizações e festas durante a pandemia do novo coronavírus por conta do alto risco de infecção tanto dos participantes quanto dos familiares deles.

“Em Santa Fé do Sul e Fernandópolis, nossas UTIs estão completamente cheias, então, se precisássemos de um leito em UTI seria necessário transferir o paciente para outro município”, diz.

Praticamente todos os prefeitos que se reuniram afirmaram que há uma grande dificuldade em realizar a fiscalização de festas que, na maioria das vezes, são realizadas em ranchos e chácaras.

Sugestões

Os participantes do encontro sugeriram ações que poderiam ser colocadas em prática para tentar mudar o atual cenário das três microrregiões. Confira abaixo:

Possível antecipação da fase vermelha (atualmente a região de Jales, Fernandópolis e Santa Fé se encontram na fase laranja do Plano São Paulo)

Proibição da venda de bebidas alcoólicas

Aumento da fiscalização em festas, bares e confraternizações em chácaras e residências

Criação de um decreto regional para que todas as cidades da região tenham as mesmas regras estabelecidas

Pedir maior apoio da polícia para fiscalização de regras e determinações

Fechamento das “prainhas” da região

Possibilidade de criar um “minilockdown”, limitação do funcionamento do comércio

Ao final da reunião ficou decidido que as autoridades municipais enviarão ao Prefeito Jales, Flávio Prandi Franco, documentos com suas sugestões apresentadas na reunião. O prazo final para isso ocorrer é 1º de julho.

Ocupação de leitos

De acordo com o último boletim divulgado pela Santa Casa de Jales, que já chegou a atingir 100% de sua ocupação, 66% dos leitos intensivos destinados a pacientes com suspeita ou diagnosticados com Covid-19 estavam ocupados. Na enfermaria, o número é menor. Dos 10 leitos, quatro estão ocupados, representando 40%.

Em Santa Fé do Sul, a última atualização comprova que a enfermaria estava 70% ocupada por pacientes usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Contudo, para pessoas que possuem convênio médico o número é maior: 90%.