Prefeito de Rio Preto decreta estado de emergência e manda fechar comércio

702

O prefeito Edinho Araújo informou, em coletiva de imprensa nesta sexta-feira, 20, que Rio Preto tem 60 casos suspeitos de coronavírus. Outros dois tiveram resultados positivos e 10 foram descartados. Devido ao avanço da doença, o prefeito decretou estado de emergência em saúde. O decreto será publicado no Diário Oficial do Município.

O poder público determina, também, o fechamento de todos os serviços considerados não essenciais. “Decidimos em comum acordo com entidades patronais e empregados recomendar o fechamento de todos os estabelecimentos considerados não essenciais a partir de 21 de março. Obrigatoriedade a partir de segunda-feira, 23”, afirmou Edinho.

O decreto foi assinado pelo prefeito Edinho Araújo e poderão ficar abertos apenas serviços como farmácias e supermercados. Inicialmente, a medida é válida para 15 dias.

O prefeito afirmou ainda que determinou ao Semae que suspenda a cobrança de tarifa de água na faixa social, de menor renda, por 90 dias. A medida deverá beneficiar mais de 15 mil pessoas de baixa renda. O corte da água também estará suspenso por 60 dias a partir de segunda-feira.

O transporte coletivo vai operar, a partir de segunda-feira, 23, com número reduzido de ônibus, horários praticados aos sábados. Os servidores públicos poderão operar em regime de teletrabalho ou em formato de rodízio.