Ouroeste recebe de volta estátua de índio que estava na Pinacoteca de São Paulo

313

Estátua pertencia à cidade, foi retirada para construção da usina hidrelétrica; chegou nesta quinta-feira (30) no museu da Água Vermelha.

 

Outras dezenas de peças também compõem o acervo do museu

Restos mortais de um índio que habitou na região de Ouroeste  9Reprodução Museu de Água Vermelha

 

O museu ‘Água Vermelha’ recebeu uma estátua de índio de bronze de mais de dois metros de altura, em Ouroeste (SP), nesta quinta-feira (30). A peça é muito importante para a história da região, uma vez que ela pertencia à cidade e ficava localizada onde hoje é a Usina Hidrelétrica de Água Vermelha.

De acordo com a diretora de arte de Ouroeste, Rosângela Pinheiro, a estátua foi retirada da cidade para construção da usina e, desde então estava na Pinacoteca de São Paulo. Até a década de 70, a estátua ficava em frente à Cachoeira dos Índios em frente ao casarão do ex-governador Ademar de Barros.

“Ela está voltando porque ela faz parte das memórias afetivas dos nossos cidadãos, as pessoas de toda região paravam para visitar essa escultura, é uma escultura de bronze linda, maravilhosa e está voltando para nossa cidade, para o museu de Água Vermelha”, afirma a diretora.

Outras dezenas de peças também compõem o acervo do museu e ajudam a contar a história das civilizações indígenas que habitaram a região há mais de sete mil anos. A história dessas civilizações começou em 1997, quando uma criança encontrou uma ossada humana às margens do Rio Grande, após inúmeras pesquisas descobriram que a ossada pertencia a um homem de uma tribo indígena.

Ouroeste é referência no Estado quando se trata de descobertas arqueológicas – existem 25 sítios arqueológicos na cidade.

O museu, que existe desde 2000, recebe cerca de 1.500 visitantes por mês, entre eles, moradores da região, alunos de escolas e pesquisadores que se interessam pelo assunto.

 

Por causa da estátua, o museu ficará fechado por cerca de 20 dias para a preparação do local onde a estátua ficará e depois será reaberto.

Para os interessados, o museu fica na Avenida dos Bandeirantes, número 2090, no Jardim Sarinha, em Ouroeste. O horário de visitação é de segunda a sexta das 9 às 16h e aos finais de semana, das 13 às 18h. A entrada é de graça.