Operação faz fiscalizações contra queimadas em propriedades rurais

234
A Polícia Militar Ambiental e o MPSP, por intermédio do Grupo de Atuação Especial de Defesa do Meio Ambiente (Gaema), deflagraram, nesta segunda-feira (10), em todo o Estado a Operação Huracan, que se estenderá até quarta-feira (12).
Com o emprego de 450 policiais militares e a participação de integrantes do Gaema, a operação tem como objetivo a prevenção dos focos de incêndio em vegetações e, consequentemente, a minimização dos impactos que estes incidentes acarretam à saúde da população.
Entre as ações previstas, destacam-se as orientações a proprietários e produtores rurais quanto às medidas de prevenção, como a manutenção dos aceiros nos canaviais, e os planos de prevenção contra incêndio nas margens de rodovias (faixas de domínio), ferrovias, zonas de amortecimento de unidades de conservação e outros pontos de vulnerabilidade que também serão alvo do policiamento preventivo.
A denominação da operação faz alusão à mitologia maia, que define Huracan como o deus
responsável por catástrofes naturais com a invocação de elementos como o vento, fogo e terra.