Nichos literários conquistam leitores com enredos cativantes

183

Há milênios a literatura encanta o público com diversos tipos de histórias. Com a chegada de invenções como o Kindle e o Kobo e a possibilidade de ler ou ouvir livros pelo celular com aplicativos como Storytel e Audible, esse ótimo hábito cresceu exponencialmente e permitiu que novos nichos literários conquistassem cada vez mais pessoas com seus enredos cativantes.

Fantasia para adultos continua chamando a atenção do público

Quando se pensa em fantasia a primeira coisa que se vem à mente costuma ser a franquia “Harry Potter”, mas o gênero vai muito além do bruxo mais famoso do planeta e conta com diversos romances voltados para adultos que têm ajudado o setor a alcançar resultados positivos.

Apesar da recepção mista da última temporada de “Game of Thrones”, a série de livros no qual ela foi baseada ainda não está finalizada e conta com algumas das situações e personagens mais complexos já criados.

Ainda não se sabe quanto o autor George R. R. Martin terminará sua canção de gelo e fogo. Atualmente ele está envolvido com a produção de outras séries na HBO, mas já são mais de cinco livros principais, duas prequels e dois livros de história ficcional que fazem do mundo de Westeros um dos locais fantásticos mais bem desenvolvidos na literatura.

Outra série voltada para adultos que também tem conquistado leitores nacionais e internacionais é o cativante e imaginativo “A Crônica do Matador do Rei”.

Atualmente com dois romances longos chamados “O Nome do Vento” e “O Temor do Sábio” e uma novela intitulada de “A Música do Silêncio” publicados, a saga do escritor Patrick Rothfuss também se encontra incompleta, mas já proporciona inúmeros momentos inesquecíveis para os leitores que acompanham a história do misterioso Kote.

Agora, uma franquia que já está terminada e tem emocionado o público é “Mistborn”. Parte do gigantesco universo literário do escritor Brandon Sanderson, que é conhecido como “Cosmere”, a saga já conta com sete livros e diversos contos que revelam a história de duas eras no mundo de Scadrial.

São milhares de páginas repletas de combates e acontecimentos eletrizantes com personagens complexos e muito bem realizados, além de reviravoltas impactantes e subversões criativas de várias das expectativas e clichês comuns ao nicho que tornam a série única.

Clássicos continuam conquistando novas gerações

Outro gênero que está em alta é o dos clássicos e diversos autores e autoras estão em evidência para as novas gerações de leitores. Uma das mais bem-sucedidas atualmente é Jane Austen e a escritora britânica conta com um catálogo extenso, repleto de romances inesquecíveis.

Duas das mais procuradas pelos leitores são “Orgulho e Preconceito” e “Razão e Sensibilidade”, que oferecem uma visão única da sociedade inglesa do início do século XIX e apresentam desde questões relacionadas à sociedade e finanças até à vida cultural, que é marcada tanto pelos majestosos bailes como pelos variados jogos de cassino, como o até hoje muito popular blackjack.

Além de Jane Austen, outro autor que continua conquistando novos admiradores é o escritor espanhol Miguel de Cervantes, especialmente em relação a sua obra-prima “Dom Quixote”.

Um livro único que mistura realidade e fantasia de uma forma inigualável mesmo centenas de anos após sua criação. A obra é a favorita de diversos escritores renomados e proporciona uma experiência única que inclusive deu margem para muitas releituras ao longo dos anos. Vale mencionar que o renomado autor William Faulkner relia o romance pelo menos uma vez por ano.

Versões atualizadas de obras mitológicas

As diversas versões atualizadas de clássicos da mitologia compõem outro nicho que tem chamado a atenção dos leitores. Aqui existem muitos romances e obras que podem ser mencionados, mas poucos se destacam tanto quanto os trabalhos realizados por Neil Gaiman e Stephen Fry.

Os mitos nórdicos nunca foram tão populares na cultura quanto atualmente e já serviram desde base para clássicos como “O Senhor dos Anéis” de J. R. R. Tolkien até inspiração para personagens de filmes e histórias em quadrinho da onipresente Marvel.

Nesse sentido a obra “Mitologia Nórdica” de Neil Gaiman oferece uma versão atualizada das principais histórias da rica mitologia escandinava com uma prosa fluida e simples que remete a contagem de histórias em volta da fogueira e apresenta ao leitor os contos que deram origem a muitas das suas obras favoritas.

Já a obra “Mythos: As melhores histórias de heróis, deuses e titãs” de Stephen Fry faz a mesma coisa em relação às grandiosas histórias da mitologia grega e abarca desde a jornada de Perséfone ao reino de Hades até a caixa de Pandora e o castigo do herói Prometeu.

Devido ao vasto número de contos e histórias dessa mitologia seria impossível coletar tudo em apenas um livro, de forma que Stephen Fry já escreveu pelo menos mais dois volumes para contar o resto das emocionantes histórias existentes.

Muitos outros nichos também estão cada vez mais populares

Além dos nichos mencionados acima, o mercado editorial brasileiro está em ascensão nos últimos anos e cada vez mais têm conquistado seu espaço com o público nacional.

Nesse sentido é possível citar desde a ficção-científica moderna, que apresenta novidades como “Redshirts” finalmente traduzida no país, até a literatura nacional, que conta com livros como “Lendas de Votuporanga”.

Considerando tudo, por qualquer ângulo que se observe a literatura não para de crescer no país e a cada ano que passa o público brasileiro felizmente passa a ter acesso a um catálogo de obras cada vez mais extenso.