Negado pedido de cassação do prefeito João Dado

390

Após ser lido o texto na sessão ordinária da Câmara desta segunda-feira, foi negado por 9 votos a 5 o pedido  de cassação do prefeito Joao Dado, protocolado naquela Casa de Leis, no dia 10 de fevereiro, por Fabiano Rodrigues Pera. O autor, membro do PTB 14 (Partido Trabalhista Brasileiro) se baseou na violação ao Artigo 1º V e Artigo 4º L VII e X ambos do Decreto Lei 201/67, Artigo 2º e 37 da Constituição Federal de 1988, Artigo 11 da 8429/1992 (Lei de Improbidade Administrativa), bem como violação ao Artigo 57 e 58 da Lei Orgânica do Município de Votuporanga (SP).

Ele alegava que existia um desgaste há mais de dois anos com o caso dos pagamentos de 13º para secretários e agentes públicos, usou também como argumento as entregas de medalhas aos vereadores e numa última questão, a dengue, citando a epidemia que assola o município com a alegação de que faltou empenho do Executivo.

Votaram pelo arquivamento: Missionária Edinalva, Rodrigo Beleza, Daniel David, Ali Hassan Wanssa, Gaspar, Silvão, Vilmar da Farmácia e Wartão

Votaram a favor: Emersom Pereira, Marcelo Coienca, Hery Kattwinkel, Osmair Ferrari, Chandelly Protetor e Serginho da Farmacia.  votaram a favor da abertura.

O presidente da Câmara, Mehde Meidão Slaiman Kanso (PSD), só votaria em caso de empate.