Músicos locais se mobilizam e gravam vídeo como forma de atenuar os efeitos da quarentena

577

Seguindo tendência mundial, integrantes da Camerata Villa-Lobos trazem sua contribuição ao enfrentamento da crise.

Respeitando as recomendações da OMS (Organização Mundial de Saúde) e decretos municipais, a Camerata Villa-Lobos, formada por instrumentistas votuporanguenses, se reuniu virtualmente durante o mês de março e gravaram individualmente, em suas casas, uma performance de Hallelujah, de Leonard Cohen, que foi compilada em um único vídeo que vai estar disponível nas redes sociais do grupo.

A ideia seguindo a coordenadora do grupo, Bruna Lima, é proporcionar um misto de entretenimento e solidariedade à população e ao mesmo tempo manter os projetos da camerata em atividade, ainda que de maneira remota. Novos vídeos já estão sendo preparados.

“Foi uma experiência emocionante para todos, vendo o resultado final, pois, descobrimos o potencial agregador e também um jeito de “reencontrar” amigos. Foi como se estivéssemos todos numa mesma sala de ensaio”, comentou a coordenadora.

A edição caseira foi feita pela violinista Maria Fernanda Brigati. “O modelo foi inspirado no trabalho que outros grupos e orquestras já vêm fazendo pelo mundo nesse momento de isolamento, e consiste em sincronizar os áudios e vídeos para obter esse efeito. Foi gratificante ver o resultado, como se estivéssemos mesmo tocando juntos”, comenta.

A Camerata ainda prepara para este ano, decorrida a crise, seu próximo concerto onde homenageará o compositor italiano do período barroco Antonio Vivaldi. O repertório contará também com obras de outros grandes nomes da música como Beethoven, Tchaikovsky, Sibelius, entre outros.