Justiça de SP derruba liminar que impedia volta às aulas presenciais no Estado 

366

Com a nova decisão, as redes privada e municipal seguem autorizadas a reabrir a partir de 1º de fevereiro. Já as escolas estaduais voltarão a receber alunos no dia 8 de fevereiro.


Na tarde desta sexta-feira (29), o presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, Geraldo Francisco Pinheiro Franco, derrubou liminar que impedia o retorno das aulas presenciais no Estado.  

Na última quinta-feira (28), a juíza Simone Rodrigues Casoretti, da 9ª Vara da Fazenda Pública da Capital, havia deferido liminar contra volta dos alunos a partir da semana que vem em regiões que estivessem nas fases laranja e vermelha do plano de flexibilização da gestão de João Doria. 

Com a nova decisão, as redes privada e municipal seguem autorizadas a reabrir a partir de 1º de fevereiro. Já as escolas estaduais voltarão a receber alunos no dia 8 de fevereiro.  

O retorno dos alunos é facultativo, e as escolas terão capacidade reduzida para receber os estudantes, de acordo com os decretos anteriores da Prefeitura e do Governo do Estado.