Grupo de amigos destina 270 fraldas para Santa Casa 

    46

    Voluntário da Santa Casa de Votuporanga, José Maria Sagioneti (conhecido como Zé Maria), utilizou a tecnologia para aproximar pessoas, reduzir distâncias e incentivar a solidariedade.


    A tecnologia foi utilizada de várias formas nesta pandemia do Coronavírus. Para aproximar pessoas. Para reduzir distância. E também para a solidariedade. O voluntário da Santa Casa de Votuporanga, José Maria Sagioneti (conhecido como Zé Maria), é a prova disso. 

    Ele acionou seus grupos de WhatsApp para uma ação do bem. “Tenho vários contatos, inclusive de um grupo de amigos de longa data, da época em que jogávamos futebol. Há alguns anos, nos encontramos pessoalmente, quando foi criado esse canal de comunicação. São vários participantes de diferentes cidades, como Campo Grande, Goiânia, São Paulo, São José do Rio Preto, Cosmorama, entre outras. Sempre que peço para a Instituição, sou atendido”, contou Zé Maria. 

    Com ajuda destes amigos e de seus familiares, o voluntário arrecadou uma quantia em dinheiro, que foi direcionada para a compra de fraldas geriátricas. “As ações têm como foco ajudar quem tanto precisa. Sabemos de toda a importância da Santa Casa no atendimento aos pacientes e nos colocamos à disposição da Instituição. É a nossa forma de contribuir com a causa”, complementou. 

    O provedor da Instituição, Luiz Fernando Góes Liévana, agradeceu a iniciativa. “Conheço Zé Maria de longa data, desde escola. Sempre voluntário, disposto a ajudar sem nenhum reconhecimento ou mídia. Por amor mesmo. Ele foi um dos primeiros que organizou almoços em prol do Hospital. É nosso porta-voz e só podemos agradecer a ele e a todos os amigos, que fizeram essa ação tão nobre”, destacou.