Governo de São Paulo deve endurecer regras da quarentena nesta quarta

422

O centro de contingência defende a restrição total a comércios e serviços não essenciais por 15 dias. O objetivo é diminuir a circulação de pessoas.


São Paulo vive o pior cenário desde o início da pandemia. Por isso, o governo de São Paulo deve anunciar nesta quarta-feira (3) o endurecimento das regras da quarentena em todo o Estado, que passará para a fase vermelha, onde apenas os serviços essenciais funcionariam.

O assunto foi discutido durante reunião virtual do governador João Doria com 618 prefeitos nesta terça (2). Segundo informações, maioria dos que participaram do encontro, concordam com a medida.

O centro de contingência defende a restrição total a comércios e serviços não essenciais por 15 dias. O objetivo é diminuir a circulação de pessoas.

No encontro, Doria anunciou que São Paulo vai comprar 20 milhões de doses da vacina da Pfizer e 20 milhões de unidades da Sputnik V. Além desses 40 milhões de frascos, também serão adquiridas 20 milhões de unidades da CoronaVac exclusivamente para o Estado.

São Paulo vê o aumento na taxa de ocupação dos leitos de UTI, além de registrar o dia com mais mortes desde o início da pandemia nesta terça: 468 em 24h, totalizando 60.014 vítimas fatais.