Escola de Kung Fu Punhos Unidos traz medalhas para Votuporanga

753

Três atletas da cidade participaram do Tat Wong International Championship, em Campinas, no último domingo.

No último domingo (7), três atletas de Votuporanga da equipe de Kung Fu Punhos Unidos participaram do Tat Wong International Championship, em Campinas. Representando a escola nas modalidades Sanda (luta) e Tao lu (formas), os atletas conquistaram várias medalhas. Adriano Junior ganhou ouro na Sanda, Ítalo Rowies também ouro em Sanda e bronze na Tao lu, e Rafael de Carvalho Batista também bronze na Tao lu.

A as formas apresentadas na Tao Lu foram Lau Gar, mãos do sul, e Facão, armas médias, avançado.

Os atletas treinam na Escola de Kung Fu Punhos Unidos, unidade Votuporanga, na Avenida Vale do Sol 4756. Essa unidade é representada pelo Sifu André Castanheira, discípulo direto da Mestre Renata Balestrini, praticante de Hung Gar desde 2005.

Este ano a escola de Votuporanga completa 6 anos na cidade e forma seus primeiros faixas pretas desde que a escola foi fundada.

Também este ano a escola foi aprovada no ProAC do município de Votuporanga, e está montando sua primeira equipe de Dança do Leão. A escola fará apresentações pela cidade além de oficinas de kung fu, atendendo a entidades como APAE, A.F.U.P.A.C.E. – Recanto da Ti Marlene, Lar São Vicente de Paula de Votuporanga e Associação Beneficente Irmã Elvira, assim como ao público em geral nos eventos do Fliv e nas feiras populares, realizadas nas praças São Bento e Santa Luzia.

O Sifu André Castanheira explica a atuação da escola: “somos uma escola de fomento da cultura tradicional chinesa, por meio da arte marcial kung fu, com foco no aperfeiçoamento pessoal de seus praticantes e expansão estilo Hung Gar de Kung Fu, linhagem Lan Jo – Li Hon Ki – Renata Balestrini, dentro dos moldes tradicionais de treinamento”.

No campeonato de domingo, além dos três atletas de Votuporanga, outros atletas das unidades da escola em outras cidades também se uniram, formando uma delegação de quase 40 pessoas. “Somos uma casa onde os praticantes de Kung Fu Hung Gar, além de desenvolverem o corpo e mente, interagem com os demais praticantes. Todos são chamados de irmãos, sejam eles mais novos ou mais velhos. Dentro desta filosofia, aprendem a trabalhar em equipe, difundir o respeito e lealdade para com a família trilhando, assim, um caminho para aperfeiçoamento pessoal”, explica o Sifu André.

A escola mantém contato direto com as técnicas do estilo, trazidas de Hong Kong, da Lam Family Kung Fu School, para o Brasil, pelo Grão-Mestre Li Hon Ki e pela Mestre Renata Balestrini. “O ensino de Kung FU em nossa escola está pautado em conceitos como determinação, dedicação e disciplina, onde o praticante passa a fazer parte de uma verdadeira família, em que  todos se ajudam na superação de seus próprios limites”, diz.