Diego Cope novo diretor de futebol do CAV fala sobre a montagem do elenco e prega “pé no chão” 

762
Foto: Rafael Bento/CAV

Cope chega à Arena Plínio Marin com a missão de ajudar a montar o elenco que deve levar a Pantera Alvinegra de volta a Série A2 do Campeonato Paulista, numa temporada em meio a pandemia de Covid-19, entre outros desafios.


Nesta quinta-feira (14), o novo diretor de futebol do Clube Atlético Votuporanguense, Diego Cope, chegou à Pantera Alvinegra pregando pé no chão e muito trabalho. Em entrevista na sala de imprensa da Arena Plínio Marin, o gestor comentou sobre seu desembarque no CAV: “A expectativa é muito alta, não deu para recusar a proposta para trabalhar em um clube com uma estrutura tão grande como essa que a Votuporanguense tem, com uma gestão organizada; a expectativa é de sucesso, já que no cenário paulista é difícil encontrar uma estrutura tão boa quanto a encontrada aqui”, pontuou Diego.  

Com a recente apresentação do meia Ricardinho e do zagueiro Paulo Henrique, além da confirmação do presidente do CAV, Caskinha, sobre a permanência dos jovens atletas: Jean Carlos, Kenedy e Diogo; Cope falou sobre a estruturação do time. 

“A montagem do elenco foi minuciosa, fomos muito criteriosos. Quando a gente chegou no Clube, encontramos alguns atletas de muita qualidade da base e precisamos explorar esse potencial. Agora, é importante fazer esse misto com certeza, dando oportunidade para os meninos jogarem, ao mesmo tempo, que precisamos colocar atletas mais experientes para trazer uma tranquilidade, inclusive para esses jovens. A gente sabe que a Série A3 é um campeonato muito duro, exige muita força e daí, é preciso mesclar. Eu acredito muito na base, sempre trabalhei muito com base. O desafio é continuar revelando grande nomes para o cenário do futebol, além de que, com todo respeito, mas a gente sabe que o CAV não é Clube de Série A3 por tudo o que representa”. 

O novo gestor do futebol da Pantera prega pé no chão e muito trabalho: “A gente vai com os pés no chão, temos vários obstáculos para enfrentar na competição. Vamos com um time mesclado e vamos lutando passo a passo. Vamos entrar na competição primeiro pensando em fugir do rebaixamento e, depois que afastarmos esse risco vamos buscar a classificação. Em seguida vêm o mata mata e vamos percorrendo o caminho, um passo de cada vez, sempre buscando solidez no trabalho e competitividade em campo”. 

Cope ainda falou sobre os desafios de disputar um torneio em meio a pandemia do Covid-19: “Esse é mais um obstáculo. A gente conhece as dificuldades de renda que não só o CAV enfrenta, mas todos os clubes. Por isso temos que gastar pouco e montar um elenco de qualidade, isso inclusive, nos obriga a selecionar com mais cuidado, vasculhar o mercado em busca de bons nomes para representar o Votuporanguense”. 

Apresentação do elenco deve ocorrer nesta segunda-feira (18), para iniciar os treinos sob comando do técnico Rogério Corrêa. A Série A3 tem previsão de começar no dia 7 de março. A estreia do CAV será contra o Rio Preto, fora de casa.