Comad conscientiza sobre perigosa relação entre uso de drogas e suicídio

190

Conselho Municipal de Políticas Sobre Álcool e Outras Drogas tem feito um amplo trabalho com foco na importância da sociedade debater a prevenção ao suicídio.

Setembro é o mês dedicado a diálogos sobre a prevenção ao suicídio relacionado a depressão e outras doenças. Também é necessário debater a direta ligação entre o uso de drogas e o suicídio.

O COMAD (Conselho Municipal de Políticas Sobre Álcool e Outras Drogas), que integra a Secretaria Municipal da Saúde da Prefeitura de Votuporanga, tem feito um amplo trabalho com foco na importância de se debater a prevenção ao suicídio. O conselho está vinculado administrativamente  na Secretaria Municipal de Assistência Social.

O presidente do COMAD, José Francisco da Costa, explicou que os eventos presenciais que permitiam o contato direto com a população não puderam ser realizados nos últimos meses devido a pandemia, mas o foco na prevenção ao uso de álcool e entorpecentes não parou.

“Estamos no mês que debatemos muito sobre o suicídio. Sabemos que as bebidas alcoólicas e as drogas também podem ser a porta de entrada para que as pessoas, em um momento de extremo desespero, cometem esse crime contra a vida. E todos nós precisamos estar em alerta”, disse.

O suicídio é a segunda principal causa de morte entre pessoas de 15 a 29 anos de idade. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), mais de 800 mil pessoas se suicidam a cada ano, ou seja, um caso a cada 40 segundos.

O suicídio é o desfecho de um processo, muitas vezes influenciado por transtornos mentais, abuso de álcool e outras drogas. O que nem sempre é notado é que essas mortes poderiam ser evitadas, caso fosse dada a atenção adequada que o caso requer.

O abuso de substâncias químicas está entre os fatores de risco para o desenvolvimento do comportamento suicida.

A dependência pode funcionar como uma prisão, que impede o dependente de escapar de um ciclo de desconforto ou como uma ilusão de alívio de outras condições aprisionadoras, tais como depressão, transtorno bipolar, transtornos ligados à ansiedade e outros, como a esquizofrenia.

A ligação entre suicídio e uso de drogas é somada a sintomas como mudanças de comportamento; isolamento; falta de planos para o futuro; depoimentos sobre o desejo de morrer ou em tom de despedida (inclusive nas redes sociais).

De acordo com a OMS, a abordagem preventiva deve ocorrer restringindo o acesso a métodos comuns de suicídio (por exemplo: cordas, armas de fogo e contato com medicamentos em excesso); e oferecendo tratamento adequado para a dependência de álcool e drogas.

 

Dados

A Polícia Militar é um dos órgãos parceiros do COMAD, tendo policiais ativos como membros presentes nas ações do conselho.

De janeiro a agosto deste ano, a PM registrou 91 ocorrências de drogas envolvendo adultos em tráficos de entorpecentes e portes/usos. Foram apreendidos mais de 206 quilos de drogas, entre cocaína, crack e maconha.

A Polícia Militar também atendeu ocorrências envolvendo adolescentes e crianças. No mesmo período, foram 44 ocorrências de tráfico de drogas e portes/usos, além de mais de 2.230 quilos de entorpecentes apreendidos.

Até agosto deste ano, foram registradas pela Polícia Militar 22 ocorrências de embriaguez ao volante, além de 6 suicídios e 4 tentativas.