Votuporanguense enfrenta o Guarani pela segunda fase da Copinha 

246
Técnico Rodrigo Cabral em busca da primeira vitória do Cavinho em mata-mata nesta 52ª edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior – Foto: Rafael Bento/Votuporanguense

Duelo em mata-mata ocorre às 15h nesta quarta-feira (12), na Arena Plínio Marin, em Votuporanga/SP.


A Copa São Paulo de Futebol Júnior entra em sua segunda fase e em Votuporanga/SP, sede do Grupo 1 do torneio, a Arena Plínio Marin recebe às 15h desta quarta-feira (12) o duelo entre Votuporanguense, líder da chave na competição e o Guarani-Campinas/SP.  

A equipe comandada pelo técnico Rodrigo Cabral fechou a primeira fase do torneio com duas vitórias e um empate, com 77.8% e aproveitamento; já o Bugre, ficou em segundo no Grupo 2, sediado em Tanabi/SP, com uma vitória e dois empates, somando um aproveitamento de 55.6%. 

A partir de agora, a disputa será em sistema eliminatório, com jogo único – em caso de empate no tempo normal, a definição vai para os pênaltis. 

Após o empate com o Bahia, por 1 a 1, nesta segunda-feira (10), no Plínio Marin, o técnico Alvinegro elogiou a entrega dos atletas: “A gente sabia que se tratando de Bahia, uma equipe nacional muito grande, onde a Votuporanguense quer chegar e está buscando a sua história para isso, através da equipe principal iriamos encontrar desafios, mas em nenhum momento deixamos de impor aquilo que treinamos, acreditamos e que momentaneamente viemos colocando na competição. Tivemos alguns erros, que sempre através de jogos e treinos acontecem os ajustes. Em nenhum momento deixaram de acreditar, com a saída do Kauã eles se mobilizaram ainda mais, eu destaco que isso é um grupo, então não tem destaque individual, é coletivo e o coletivo hoje fez a diferença e pode suprir uma ausência e agredir o adversário da maneira que o Votuporanguense costuma jogar, com todo respeito”, afirmou Cabral. 

O treinador do Cavinho explicou que nesta terça-feira o elenco já se reapresentaria buscando a continuidade do trabalho e ‘respirando o Guarani’: “Os que não jogaram vão manter a carga de jogo, os que atuaram só no regenerativo, para aí sim vermos a estratégia e usarmos em cima de quem seja. Cedo a gente estuda e respira o Guarani para tentar encontrar lacunas para conseguir a vitória, que é importante”, concluiu. 

Para o jogo desta quarta-feira, Rodrigo Cabral não contará com o zagueiro Kauan Henrique, expulso na última partida e que cumprirá suspensão. Os cartões para esta fase foram ‘zerados’. 

Copinha 2022 vai se afunilando 

A Copinha começou com 128 times divididos em 32 grupos de quatro cada – os dois melhores por chave avançaram. A final, será realizada no dia do aniversário da cidade de São Paulo, em 25 de janeiro, porém, não no Estádio Pacaembu, tradicional palco da decisão e que passa por reformas. A Federação Paulista de Futebol (FPF) ainda não confirmou o local da finalíssima.