Votuporanga sediou a formalização do Consórcio dos 14 municípios da Região Turística Maravilhas do Rio Grande

281

Consórcio Público busca ações conjuntas para o desenvolvimento na área do turismo regional.

O Prefeito de Votuporanga, João Dado, recepcionou na manhã da última quarta-feira (25/11), prefeitos dos municípios participantes da Região Turística “Maravilhas do Rio Grande”, no Centro de Cultura e Turismo “Marão Abdo Alfagali”.

A reunião teve como objetivo a formalização do Consórcio de Turismo Intermunicipal da Região Turística Maravilhas do Rio Grande (Cotimarg), através da aprovação do Estatuto do Consórcio Público, da definição do Presidente e Vice-Presidente do Consórcio, membros do Conselho Fiscal e a aprovação do Contrato de Rateio.

Ficou definido por aclamação como Presidente do Cotimarg, o Prefeito de Votuporanga, João Dado, e como Vice-Presidente, Elaine Alvares Silveira Rocha, Prefeita de Indiaporã.

O Conselho Fiscal terá como Presidente o Prefeito de Fernandópolis, André Giovanni Pessuto; como secretário o Prefeito de Pedranópolis, Marcos Adriano da Silva, e como membro, o Prefeito de Valentim Gentil, Adilson Jesus Perez Segura.

A estrutura administrativa do município-sede do Cotimarg em Votuporanga será composta pelo turismólogo Alexandre Miotto da Costa, como Gerente Administrativo, assessoria jurídica pela Procuradora Maria Beatriz Ferrari Pain e assessoria contábil pela servidora Daiani Biliazzi Santos de Lima, da Secretaria da Fazenda.

O Conselho Consultivo do Cotimarg será composto no próximo ano, após atualização dos membros do Fórum Permanente de Turismo da Região Turística “Maravilhas do Rio Grande”.

O Consórcio é formado pelas cidades de Cardoso, Fernandópolis, Guarani DOeste, Indiaporã, Macedônia, Meridiano, Mira Estrela, Ouroeste, Paulo de Faria, Pedranópolis, Populina, Riolândia, Valentim Gentil e Votuporanga.

Histórico do Cotimarg

Desde 2017 os 14 municípios integrantes do Fórum Maravilhas do Rio Grande participam de reuniões mensais para a discussão de participação de eventos e feiras, formações, palestras e debates que resultaram na criação do consórcio público de turismo.

Todos os municípios tiveram sua filiação ao Consórcio pelas Câmaras Municipais dos respectivos municípios. O Consórcio permitirá ações conjuntas para o desenvolvimento turístico, buscando parcerias, captação de recursos, estimulando investimentos, incentivando e integrando os diversos setores envolvidos no processo, utilizando de estratégias ambientais, econômicas, culturais e sociais que assegurem o desenvolvimento urbano e rural sustentável.