Vice-presidente da Câmara, Chandelly visita deputados e busca recursos para Votuporanga 

166

O vereador se reuniu com os deputados estaduais Bruno Lima e Carlão Pignatari – presidente da Alesp.


O vice-presidente da Câmara Municipal de Votuporanga, o vereador Léo Chandelly (Podemos) esteve nesta semana na Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo), em busca de recursos financeiros para o município.

Ativista da causa animal, o vereador Chandelly se reuniu com o deputado estadual Delegado Bruno Lima – que é protetor dos animais do estado de São Paulo e apresentou reivindicação solicitando recursos na ordem de R$100 mil, para serem aplicados em nova etapa de serviços de castração animal.

O recurso será totalmente destinado para a castração de cães e gatos e melhorias no CCZ (Centro de Controle de Zoonoses). “A ascensão em ações na saúde animal que é uma de nossas prioridades com medidas mais efetivas para o controle populacional desses animais, fortalecendo os serviços preventivos e de controle ambiental e epidemiológico”, justificou o vereador.

Segundo o parlamentar, o recurso também será aplicado em compras de equipamentos técnicos e cirúrgicos para castração, além da realização de mutirões de cirurgias em cães e gatos, o que acarretará no aumento em número de vagas de castração ofertadas à população e aos protetores de animais, bem como atender pessoas de baixa renda.

Em audiência com o deputado Carlão Pignatari – presidente da Alesp, o vereador Chandelly pediu a liberação de emenda parlamentar no valor de R$100 mil junto ao Governo do Estado, direcionada à Prefeitura de Votuporanga, objetivando a compra de equipamentos e contratação de profissionais para a montagem de um CAPSi – Centro de Atenção Psicossocial Infanto-Juvenil do município.

“Essa unidade trará grandes benefícios à comunidade votuporanguense, porque muitas famílias têm de viajar com seus filhos menores para outras cidades da região em busca de tratamento e o transtorno é grande”, justificou o vereador.

O CAPSi é um ambiente adequado, pertinente, estruturado, formado e que objetiva acolher fortemente pacientes e seus familiares de pessoas com autismo.