“Sou como o Benjamin Button”, diz Daniel Alves, antes da estreia da Seleção nas Olimpíadas 

97

Lateral fala que sente frio na barriga antes de partida entre Brasil x Alemanha, nesta quinta-feira.


Jogador mais experiente da seleção brasileira masculina de futebol que vai disputar as Olimpíadas de Tóquio, o lateral-direito Daniel Alves, de 38 anos, recorreu a um personagem do cinema para se definir. Em entrevista coletiva nesta quarta-feira, o jogador se comparou ao protagonista do filme “O Curioso Caso de Benjamin Button”, que nasce idoso e rejuvenesce à medida que o tempo passa.

Na véspera da estreia do Brasil nos Jogos, diante da Alemanha, Daniel Alves admitiu a ansiedade para a partida, que acontecerá na cidade de Yokohama, às 8h30 (de Brasília), nesta quinta:

– Sou como o Benjamin Button. Vou de mais a menos. Poder estar aqui é muito especial para mim. Bati na trave duas vezes e, na terceira, aconteceu. Grato pela confiança e pelo trabalho feito em toda a carreira. Tenho o espírito muito jovem – disse o lateral, que ainda prosseguiu: 

– Independente da história que se tenha, a primeira vez sempre é especial. Estamos em igualdade de experiência na grande maioria, porque nunca participamos de um evento tao grande, gigantesco como esse. Por mais que tenha vivido coisas grandiosas e especiais, a primeira vez sempre tem o friozinho na barriga, o nervosismo bom, saudável. Espero estar a altura não só da competição, mas também da minha Seleção. 

Por conta da pequena presença de jornalistas na entrevista, esta foi a única resposta de Daniel Alves. 

O Brasil deve ir a campo diante da Alemanha com: Santos, Daniel Alves, Diego Carlos, Nino e Guilherme Arana; Douglas Luiz, Bruno Guimarães e Claudinho; Richarlison, Antony e Matheus Cunha. 

Atual campeã olímpica, a seleção brasileira está no grupo D e também vai encarar Costa do Marfim, no domingo, e Arábia Saudita, na próxima quarta-feira. 

*Com informações do GE