Santa Casa atinge taxa preocupante de ocupação em UTIs Covid-19

645

Instituição chegou ao 90% de ocupação de leitos com pacientes graves; médica infectologista faz apelo para a população.


A pandemia do Coronavírus continua e precisa da contribuição de todos. A Santa Casa de Votuporanga atingiu 90% da ocupação nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) destinadas para o tratamento da patologia nesta quinta-feira (18).

Dezoito pacientes graves estão necessitando de cuidados intensivos, muitos inclusive em uso de respiradores. Diante deste cenário preocupante, novos casos de COVID-19 que surgirem em Votuporanga e mais 16 cidades atendidas pela Instituição podem ser transferidos, seguindo as orientações da Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (CROSS) e de acordo com a disponibilidade de leitos de outras instituições em outros municípios de referência.

A médica infectologista do Hospital, Dra. Regina Silvia Chaves de Lima, fez um apelo para toda a população. “Possuímos 20 vagas nas UTIs destinadas ao Coronavírus, sendo que 18 estão ocupadas, a maioria por jovens.  A idade destes pacientes é de 30 a 40 anos”, alertou.

Dra. Regina reforçou os cuidados. “É fundamental que a população continue com as medidas de prevenção como uso de máscaras, higienização de mãos com água e sabão e/ou álcool em gel, além de respeitar o distanciamento. São ações que diminuem a transmissão do Coronavírus”, frisou.

No começo deste mês, a Santa Casa disponibilizou mais seis leitos de UTI, organizando uma nova escala de profissionais para atender a grande demanda. Com essa iniciativa, a Instituição possui 20 vagas. As Unidades contam com profissionais médicos, enfermagem e equipe multiprofissional (fisioterapeutas, nutricionistas, fonoaudiologia) exclusivos. “Mesmo com equipe reduzida e dedicação de médicos e colaboradores em meses de pandemia, a Instituição se adequou para evitar as transferências, que sabemos que gera um desconforto muito grande para o paciente e sua família. Precisamos do apoio de todos, para que façam sua parte. Somente respeitando as orientações, conseguiremos vencer juntos a COVID-19”, salientou o provedor Luiz Fernando Góes Liévana.