Região passa a contar com dez radares inteligentes

837

As rodovias que cortam a região vão ganhar um reforço na fiscalização com a instalação de dez radares especiais, capazes de delatar carros irregulares que trafegam pelas vias do Noroeste paulista. Os novos dispositivos são “inteligentes” e identificam, via número da placa, se o automóvel está com a documentação regularizada e até se o veículo é roubado ou circula com placas clonadas.

Na região, segundo levantamento feito pelo Diário com base em dados do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), 49 radares metrológicos – que apenas medem velocidade – estão em funcionamento nas rodovias da região. A maioria deles na rodovia Euclides da Cunha (SP-320), que possui 16 radares de velocidade em funcionamento. Em Rio Preto, atualmente, segundo o DER, apenas o radar metrológico do quilômetro 438 na rodovia Washington Luís (SP-310) está em funcionamento – fica entre as avenidas Murchid Homsi e Andaló, no sentido Rio Preto-Mirassol.

Agora, outros dez radares com a tecnologia OCR (Optical Character Recognition, em português Reconhecimento de Caracteres Ótico) entrarão em funcionamento. Dois deles ficam em Rio Preto, próximo da base da Polícia Rodoviária Estadual. Todos já foram implantados e aguardam ligação elétrica, por parte das concessionárias de energia, para vinculação aos bancos de processamento de dados. A partir daí, vão entrar em operação – não há data definida para que isso ocorra.

Os novos dispositivos “inteligentes” estão instalados ainda na rodovia Washington Luís em Catanduva; na rodovia Euclides da Cunha (SP-320), regiões de Santa Fé do Sul e Urânia; e na rodovia Armando de Salles Oliveira (SP-322), região de Icém. Apesar dos dez novos dispositivos apresentarem a capacidade de fazer a leitura de placas de veículos, nem todos medem a velocidade.

Todos os novos equipamentos são integrados à Central de Inteligência do DER e ao banco de dados das polícias Civil e Militar, Justiça e Detran. A expectativa é que, com a integração destes sistemas, os policiais rodoviários tenham acesso rápido aos registros criminais de quem trafega pelas rodovias da região.

A medida visa localizar veículos furtados e roubados que usam das vias da região para fuga após cometer crimes. “Os OCRs realizarão a captura de imagens das placas, permitindo que os agentes da Polícia Militar Rodoviária verifiquem, por meio de base de dados, todas as informações sobre os veículos, tais como fabricante, modelo e cor. Além de revelar a situação legal como IPVA, licenciamento e multas”, explicou o secretário estadual de Logística e Transportes de São Paulo, João Octaviano Machado Neto.

No radar “inteligente”, após o veículo passar pelo dispositivo, que normalmente estará instalado próximo a uma base da Polícia Rodoviária, mensagens automáticas de veículos com alguma irregularidade serão encaminhadas para a polícia, que receberá via tablet as informações suspeitas, para abordagem à frente.

Vale lembrar que os radares inteligentes já haviam entrado em operação em 2007 na região, entretanto, após o vencimento de contrato com os consórcios responsáveis pela manutenção, eles foram desativados. Agora voltarão a funcionar em lugares que já estavam instalados – como na rodovia Washington Luís – e em novos locais, como na região de Urânia, Santa Fé do Sul e Icém.

Na BR-153, a Triunfo, concessionária que administra a via, possui quatro radares fixos em funcionamento na região. Eles ficam no trevo de Nova Granada (km 30), na região próxima à Represa municipal de Rio Preto (Km 60 e 62, sentidos opostos), e em Jaci (km 89). No entanto, todos são apenas para medir velocidade e não são OCR.

Equipamento e locais

Radar OCR (Optical Carachter Recognition, em português Reconhecimento de Caracteres Ótico).

Tem a capacidade de fazer a leitura de placas de veículos e verificar irregularidades, tais como licenciamento em atraso, pendências judiciais, registro de furto ou roubo.

Em caso de irregularidade, uma mensagem é enviada ao sistema da Polícia Rodoviária Estadual. Alguns deles têm a capacidade também de medir a velocidade.

Locais dos novos radares inteligentes:

Rodovia Washington Luís

Rio Preto: no km 443 (perto da base da Polícia Rodoviária Estadual)

Sentido Norte (Mirassol): radar inteligente, mas sem fiscalizar velocidade

Sentido Sul (Rio Preto): radar inteligente com fiscalização de velocidade

Catanduva: no km 385

Sentido Sul (São Paulo): radar inteligente com fiscalização de velocidade

Sentido Norte (Rio Preto): radar inteligente, mas sem fiscalizar velocidade

Rodovia Euclides da Cunha

Urânia: entre os km 589 e 590

Sentido Oeste (Santa Fé do Sul): radar inteligente, mas sem fiscalizar velocidade

Sentido Leste (Jales): radar inteligente, mas sem fiscalizar velocidade

Santa Fé do Sul: no km 625

Sentido Oeste (Mato Grosso do Sul): radar inteligente, mas sem fiscalizar velocidade

Sentido Leste (Jales): radar inteligente, mas sem fiscalizar velocidade

Rodovia Armando de Salles Oliveira

 

Icém: km 499

Sentido Sul (Olímpia): radar inteligente com fiscalização de velocidade

Sentido Norte (Orindiúva): radar inteligente, mas sem fiscalizar velocidade