Radialista entra com mandado de segurança contra a Câmara Municipal

864

Radialista entra com mandado de segurança com efeito liminar para suspender o ato da mesa diretora da Câmara Municipal de Votuporanga, ato N.22 do dia 20 de agosto de 2020.

O jornalista e radialista, Rony Paz, entrou com um mandado de segurança no começo da tarde dessa segunda-feira, solicitando à Justiça que revogue o ato da Câmara.

Segundo o radialista, o fechamento do Plenário é uma incoerência, pois enquanto a cidade estava na fase Laranja, a Casa de Leis, abriu o local para que a população pudesse participar das sessões. E agora, na fase Amarela, que é mais branda, o presidente fecha o Plenário da Câmara. Segundo Rony Paz, é uma grande incoerência e por este motivo, o jornalista, juntamente com o advogado Carlos Silvério, protocolaram um pedido de mandado de segurança com efeito liminar para que a justiça julgue e derrube este ato da  Câmara de Votuporanga, permitindo assim que a população continue podendo participar das sessões e saber o que se passa por lá todas as segundas-feira.