Projeto cria perucas de lã para crianças em quimioterapia em Araçatuba

205
Projeto de Araçatuba (SP) cria perucas de lã para crianças em quimioterapia

Projeto ATAmor é responsável por ações de suporte a pacientes com câncer.

O Projeto Assistencial ATAmor de Araçatuba (SP) é responsável por ações de suporte a pacientes com câncer. Entre as ações, estão as perucas de lã com tema de princesas para crianças que passam pelo processo de quimioterapia.

Devido à pandemia, as aulas de orientação para confecção das perucas para voluntários são transmitidas online e os voluntários recebem kits para produzir as perucas. “Exige tempo, dedicação e tem os seus processos, fui pausando o vídeo passo a passo e consegui fazer, ela foi explicativa no processo”, afirma a voluntária Ingrid Sabino.

A ideia do vídeo tutorial surgiu a partir da vontade dos voluntários em aprender a fazer as perucas, porém com o distanciamento social não foi possível reuni-los pessoalmente.

A professora Sandra Valéria Pazutti é responsável por ensinar as técnicas aos voluntários e já faz parte do projeto há três anos. Ela diz que sentiu a necessidade de transmitir o conhecimento para outras pessoas.

“Nós estamos separando um kit para quem quiser fazer esse trabalho conosco, esse kit vem a base da peruca e os novelos de lãs e com a coroa. Então as pessoas entram em contato conosco e nós vamos estar agilizando para que elas possam estar nos ajudando a divulgar esse trabalho”, afirma.

O projeto com as perucas é realizado há bastante tempo pela instituição e muitas crianças já foram beneficiadas. Rafael Santuci, pai da Lais, ex-beneficiária do projeto, conta a experiência da filha.

“Em uma das sessões de quimioterapia, o pessoal do Atamor chegou com uma peruquinha pra ela de lã, coisa mais linda e ela ficou muito feliz de receber essa peruquinha, ela ganhou até duas peruquinhas e conforme ela foi crescendo, ficou apertado para ela e acabou doando para uma amiguinha também que estava passando pela mesma situação”, afirma.

“A gente está muito feliz com o Atamor, o trabalho que eles vêm fazendo, eles são essenciais para nós ali, com o tratamento, hoje nossa filha está curada graças a Deus e eu queria agradecer o Atamor por tudo que eles têm feito”, complementa.

Os interessados em auxiliar no projeto, seja com material ou mão de obra, podem entrar em contato através das redes sociais do ATAmor.