Portaria do Ministério da Saúde desautoriza leitos de UTI Covid em Fernandópolis e Jales

218

Portaria foi publicada no Diário Oficial desta segunda-feira (5) e desautoriza quatro leitos na Santa Casa de Fernandópolis/SP e outros oito na Santa Casa de Jales/SP. Justificativa é que os leitos extrapolam o quantitativo previsto no Plano de Contingência do Estado.


Uma portaria do Ministério da Saúde desautoriza o funcionamento de 12 leitos de Unidade de Terapia Intensiva para tratamento de pacientes com a Covid-19 no noroeste paulista. 

De acordo com a portaria publicada no Diário Oficial desta segunda-feira (5), são quatro leitos a serem desautorizados na Santa Casa de Fernandópolis/SP e outros oito na Santa Casa de Jales/SP. 

O documento aponta que o hospital de Fernandópolis é autorizado a ter apenas 10 leitos de UTI, enquanto em Jales são nove. 

Com a redução no número de vagas, o valor a ser devolvido ultrapassa R$ 1,1 milhão. 

A justificativa anexada ao documento aponta que os leitos extrapolam o quantitativo previsto no Plano de Contingência do Estado. 

A assessoria de imprensa da Santa Casa de Fernandópolis disse que foi surpreendida pela publicação do Diário Oficial, por isso não tem um posicionamento oficial. Afirmou que os leitos foram credenciados recentemente pela Portaria 373, do dia 2 de março, e que cobrou um posicionamento do Departamento Regional de Saúde (DRS) de Rio Preto. 

A Santa Casa de Jales disse que o questionamento deve ser direcionado ao DRS, pois trabalha com os leitos atuais e credenciamento deles. 

A Secretaria de Estado da Saúde ainda não emitiu posicionamento sobre o assunto.

*Com informações do g1