Pontos luminosos vistos no céu de Votuporanga eram dos Satélites Starlink

379
Foto reprodução Facebook

 

 

Os satélites também foram flagrados por internautas na região de Rio Preto

Moradores de Votuporanga captaram imagens de pontos luminosos em fotos e vídeos de celulares no início da noite desta quinta-feira (03) e que foram publicados maciçamente nas redes sociais. Trata-se dos Satélites Starlink, que só podem ser vistos a olho nu, quando estão em órbita mais baixa. Além de moradores de Votuporanga, em várias outras cidades da região foram registradas as imagens dos mesmos aparelhos.

O Starlink é uma rede de satélites de telecomunicação criada pela empresa de tecnologia espacial EspaceX, do bilionário Elon Musk, que foram criados para gerar um sinal de Internet barato e mais veloz e capaz de chegar nas áreas mais remotas do planeta.

Estes satélites são lançados em lotes de 60, uma ou duas vezes ao mês. No final de junho deste ano já se somava mais de 500 satélites orbitando a terra. O plano de Musk é construir uma constelação de pelo menos 12.000 satélites. Cada um pesa cerca de 250 kg, com tamanho de uma mesa de jantar.

Os  Satélites Starlink são do tamanho de uma mesa de jantar

Os Starlinks só podem ser vistos a olho nu nos dias seguintes de seu lançamento, quando estão todos juntos e em uma órbita mais baixa. Depois que se separam, sobem para uma atitude operacional de cerca de 550 km só é possível enxergá-los com  ajuda de um telescópio.

Não é difícil identificar os satélites. Quando visíveis a olho nu, os Starlinks formam um trenzinho luminoso de estrelas que se mexem no céu. É possível seguir a trajetória dos satélites por calculadoras astronômicas online e aplicativos que informam os horários exatos das próprias passagens de acordo com a nossa localização.

O Diário de Votuporanga entrou em contato na manhã de ontem (04) com o 1º Tenente Gonçalves – Comandante do DTCEA-TNB (Destacamento de Controle do Espaço Aéreo) órgão vinculado à FAB (Força Aérea e Brasileira) que fica em Tanabi-, e a nossa reportagem ele disse que nenhum objeto fora do normal fora registrado naquele radar na noite desta quinta-feira (3).