Polícia Federal suspende emissão de passaportes

286
Novo passaporte comum eletrônico brasileiro. O documento passou a ser emitido desde a última segunda -feira (6) pela Polícia Federal e Casa da Moeda, e terá prazo de validade de 10 anos (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A PF também decidiu prorrogar os prazos de vencimento de protocolos e outros documentos migratórios.

A Polícia Federal suspendeu todos os atendimentos e fiscalizações presenciais e restringiu a emissão e entrega de passaportes apenas a pessoas com viagem comprovada nos próximos 30 dias. Os pedidos de naturalização não deverão ser processados. As medidas entraram em vigor nesta terça-feira (17).

O órgão decidiu manter, porém, os processos de aquisição, transferência e porte de armas de fogo. Os processos gerados no Sistema Nacional de Armas (Sinarm2) vão continuar sendo analisados, desde que o requerente tenha feito o upload dos documentos necessários. Alguns procedimentos serão feitos por e.mail e as entrevistas, por telefone. As medidas valem em todo o Brasil.

A PF também decidiu prorrogar os prazos de vencimento de protocolos e outros documentos migratórios, fazer o controle da segurança privada e de produtos químicos por meio de sistema online e suspender o credenciamento de psicólogos e instrutores de armamento da corporação.