Polícia Ambiental prende caçador com licença vencida e arma ilegal em Nhandeara

222

I.C., foi liberado após pagamento de R$ 1.110,00 e irá responder em liberdade.


Policiais militares ambientais realizavam patrulhamento pelo município de Nhandeara/SP, no último sábado (27), durante “Operação Toque de Restrição”, quando já cientes de denúncias referentes à caça com a utilização de armas de fogo, próximo ao Rio São José dos Dourados, no bairro São Benedito, pois moradores contaram ter escutado tiros no período noturno pela área.  

De acordo com informações, ao averiguarem os fatos, nos fundos de uma fazenda, os policiais localizaram o único morador da propriedade, identificado como I.C., que teria alegado não ser caçador, mas que possuía uma espingarda. 

O homem foi questionado sobre a arma, sendo prontamente apresentada aos policiais, tratando-se de uma espingarda calibre 28, cano duplo, sem marca aparente, em estado limpa e lubrificada, pronta para uso. Além de uma sacola contendo oito munições calibre 28 intactas e duas munições calibre 12, deflagradas. Contudo, o morador afirmou que não havia nenhuma documentação ou autorização referente ao armamento. 

Em seguida, foram realizadas buscas pela residência, mas nada de ilícito foi encontrado, exceto, por um Certificado Técnico Federal (CTF), com validade até 19/01/2021, emitido pelo Ministério do Meio Ambiente, contrariando os dizeres iniciais do indivíduo que declarou não ser caçador. 

Diante dos fatos, o indivíduo foi preso e apresentado na Central de Flagrantes, em Votuporanga/SP, juntamente com a arma e as munições. Após ser ouvido, foi arbitrada fiança no valor de R$ 1.110,00, que após ser paga, I.C., foi liberado para responder em liberdade.