Paulistão: Saiba quantos pontos são necessários para ir ao mata-mata nas Séries A2 e A3 

249
Foto: Rafael Bento/Votuporanguense

Desde que as competições são realizadas com 16 times, o 8º colocado teve no máximo 22 pontos. Com torneio paralisado devido a pandemia, na Série A3 o CAV está na 8ª posição da tabela, com 50% de aproveitamento.


As Séries A2 e A3 do Campeonato Paulista ainda estão em seus inícios, mas os clubes podem aproveitar a paralisação para planejar quantos pontos serão necessários para chegar ao mata-mata.

De acordo com um levantamento feito pelo portal Escanteio SP, levando em consideração as últimas temporadas, de quantos pontos são precisos para os times finalizarem a primeira fase no G8.

Desde 2018, a Série A2 é disputada por 16 times. A Série A3, por sua vez, passou a ser realizada com 16 clubes a partir de 2019. Veja quantos pontos o 8º colocado de cada uma das últimas temporadas conquistou. 

Série A2 

  • 2020 – 22 pontos
  • 2019 – 19 pontos
  • 2018 – 22 pontos 

Série A3 

  • 2020 – 21 pontos
  • 2019 – 22 pontos 

Quantos pontos são necessários para terminar no G8? 

Levando em consideração as cinco temporadas já realizadas no formato com 16 times nas divisões de acesso do futebol paulista, a média de pontos do oitavo lugar é de 21,2 pontos. Desta forma, o Escanteio SP listará o aproveitamento necessário por cada clube para alcançar os 22 pontos, que dão uma margem de segurança para que a equipe entre no G8.  

Vale ressaltar que a Série A2 tem uma rodada realizada a mais que a Série A3. Cada clube do segundo escalão do futebol paulista já participou de quatro jogos, enquanto os times do terceiro nível fizeram três. 

Série A2 

  • 1º Água Santa – 10 pontos para alcançar os 22 (36% de aproveitamento)
  • 2º Oeste – 10 pontos (36% de aproveitamento)
  • 3º XV de Piracicaba – 10 pontos (36% de aproveitamento)
  • 4º Red Bull Brasil – 15 pontos (45% de aproveitamento)
  • 5º Rio Claro – 16 pontos (48% de aproveitamento)
  • 6º Juventus – 16 pontos (48% de aproveitamento)
  • 7º São Bernardo – 16 pontos (48% de aproveitamento)
  • 8º Atibaia – 16 pontos (48% de aproveitamento)
  • 9ª Portuguesa Santista – 17 pontos (51% de aproveitamento)
  • 10º Velo Clube – 18 pontos (54% de aproveitamento)
  • 11º Monte Azul – 18 pontos (54% de aproveitamento)
  • 12º Portuguesa – 20 pontos (60% de aproveitamento)
  • 13º Sertãozinho – 21 pontos (63% de aproveitamento)
  • 14º Taubaté – 21 pontos (63% de aproveitamento)
  • 15º Audax – 21 pontos (63% de aproveitamento)
  • 16º São Bernardo – 22 pontos (66% de aproveitamento) 

Série A3 

  • 1º Noroeste – 13 pontos para alcançar os 22 (36% de aproveitamento)
  • 2º Marília – 15 pontos (42% de aproveitamento)
  • 3º Nacional – 16 pontos (44% de aproveitamento)
  • 4º Linense – 17 pontos (47% de aproveitamento)
  • 5º Desportivo Brasil – 17 pontos (47% de aproveitamento)
  • 6º Primavera – 18 pontos (50% de aproveitamento)
  • 7º Comercial – 18 pontos (50% de aproveitamento)
  • 8º Votuporanguense – 18 pontos (50% de aproveitamento)
  • 9º Rio Preto – 18 pontos (50% de aproveitamento)
  • 10º Bandeirante – 19 pontos (52% de aproveitamento)
  • 11º Barretos – 19 pontos (53% de aproveitamento)
  • 12º Batatais – 19 pontos (53% de aproveitamento)
  • 13º São José – 20 pontos (56% de aproveitamento)
  • 14º Olímpia – 20 pontos (56% de aproveitamento)
  • 15º Capivariano – 21 pontos (59% de aproveitamento)
  • 16º Penapolense – 21 pontos (59% de aproveitamento)

*Com informações do escanteiosp