Operadoras de médio porte ultrapassam Vivo e Claro em acessos

352

No acumulado de 2020, operadoras como Brisanet e Algar Telecom tiveram mais de 770 acessos até agosto, número é maior que o da Claro, Vivo e Oi.

Que as operadoras de médio porte, como Brisanet Internet, Copel Telecom, Vero Internet e Algar, estão vivendo um boom em expansão territorial, todo mundo sabe, não é mesmo? Óbvio que esse avanço pelo interior do país e regiões mais afastadas iria impactar positivamente os números das operadoras no ano de 2020 que, não por acaso, as pessoas passaram muito mais tempo online do que nos anos anteriores.

O aumento significativo dos acessos à internet via banda larga fixa pelas 14 operadoras mais competitivas do mercado foi sentida pela Agência Nacional de Telecomunicações e demonstrada por meio de gráficos pela empresa Teleco. Segundo os dados divulgados, em 2019, o número de operadoras que ultrapassavam a marca dos 100 mil acessos eram de apenas 12. O ranking não leva em consideração os acessos da Claro, Vivo e Oi.

A líder é a mineira Algar Telecom, que só esse ano já somou 686 mil acessos, quase 100 mil a mais que a Brisanet, que somou 528 mil acessos até agosto. Aparecem também no gráfico da Teleco as operadoras Vero, Copel, Sumicity, Unifique e Desktop Internet, todas com mais de 100 mil acessos. De acordo com os dados, as 14 operadoras concentram 33,0% dos 12,8 milhões de acessos à internet banda larga fixa feitos em 2020.

Os números revelam que algumas das operadoras estão se consolidando ainda mais no mercado e reflete também às várias compras de operadoras menores que foram feitas por elas, como é o casa da Sumicity, que recentemente comprou a Mob Telecom, e a Vero Internet, que adquiriu a INB Telecom e a MKA e, consequentemente, levou para si os acessos das menores. Existem exceções, entretanto, como a Copel Telecom, que apesar de ter tido 296 mil acessos em 2020, apresentou uma adição líquida negativa de – 11 mil – diretamente ligada ao seu processo de venda que ainda não foi finalizado.

A Teleco apontou também que um dos principais motivos para esse crescimento exponencial das operadoras médias foi migração quase que completa para a fibra óptica, carro-chefe da maioria das operadoras médias, a fibra é hoje a principal tecnologia de conexão de internet banda larga fixa do país. As 14 operadoras possuem juntas 8,6 milhões dos acessos via fibra até agosto de 2020, o que representa quase o triplo dos números da Vivo Fibra (3 milhões) e sete vezes mais dos acessos da Oi Fibra (1,9 mil).Com a chegada do 5G no Brasil, cuja a implantação já está em andamento tendo Claro, Vivo, TIM e Oi como as pioneiras, tudo indica que a briga pela liderança no segmento pelas operadoras de médio porte também será forte, elas já lideram a banda larga fixa no Brasil, será que enfrentaram de igual para igual as grandes operadoras no 5G também? Vamos aguardar!