O descaso pela arte em Votuporanga

715

Obra do muralista Eduardo Kobra conhecido internacionalmente se deteriora na parede externa de imóvel que se encontra vazio.

 

O muralista Eduardo Kobra em tour pelas favelas de São Paulo

Andrea Anciaes

O artista contemporâneo Eduardo Kobra já foi manchete em 2011 neste Jornal. Votuporanga naquela época foi presenteada com um grafite na loja Formiguinhas (hoje já fechada) que retrata a história de nossa cidade. O que antes foi motivo de orgulho, hoje passou a ser de muita tristeza e vergonha devido ao abandono e tamanho descaso com esse artista reconhecido mundialmente.

Hoje para quem passa no local esse “presente” de Kobra está se deteriorando e esquecido pelo tempo e pela falta de “respeito patrimonial”, uma população que sequer sabe quem é Eduardo Kobra.

Da periferia de São Paulo para o mundo

O artista Eduardo Kobra tornou-se um dos mais reconhecidos muralistas da atualidade, com obras em 5 continentes.

Já pintou em países como Espanha, Itália, Noruega, Inglaterra, Malaui, Índia, Japão, Emirados Árabes, Estados Unidos, além de diversas cidades norte-americanas.

A obra de Kobra em Votuporanga poderia sim ser um dos cartões postais da cidade, mas infelizmente se encontra abandonada e sem nenhuma importância o que é muito triste. A grande maioria das pessoas não se importa e não valoriza as obras de arte o que reforça um déficit gigantesco no que tange assuntos que envolvam cultura.

A obra de Kobra em nosso município poderia ter um pouco mais de divulgação e cuidados de preservação, porque a população só respeita aquilo de que se apropria, é assim com a velha e abandonada Estação, com o antigo prédio da Justiça Eleitoral, diversas casas com características de época, enfim falta para nós “educação patrimonial” para que todos possam aprender a respeitar e assim valorizar as coisas boas que possuímos.

O patrimônio não é um bem do município, do estado ou da nação… é um bem nosso é parte de todos nós, é nossa história. Enquanto não sentirmos com o coração o bem não fará parte de nós, no caso desse painel aqui na cidade feito por um dos maiores muralistas do mundo, comemorado por russos e americanos, judeus e alemães, homens e mulheres, ricos e pobres é hoje uma grande e festejada unanimidade de tão importante e expressivo, tem a capacidade de visitar a história com técnicas futuristas. Quando a cidade de São Paulo projetava uma das maiores exposições da história sobre as obras de ninguém menos que Leonardo da Vinci, não pestanejou convidou Kobra para fazer o painel de boas vindas! E está lá hoje, maravilhoso convidando a todos nós com sua alegria a saudar o maior gênio intelectual que nos conduziu ao renascimento.

Cada vez mais reconhecido internacionalmente o muralista entregou em Moscou, na Russia o mural “A Bailarina”, inspirado na bailarina russa Maya Plisetskaya, fica no distrito Tverskoy, importante região cultural da cidade em 2013.

Em 2018, ele pintou 20 murais nos EUA, sendo 18 deles em Nova York. Aqui cito algumas obras de Kobra nos EUA:

– O Beijo, na High Line, em Nova York, EUA.

– Artistas, em Wynwood, Miami, Flórida, EUA.

– Olhar a Paz, em Los Angeles, Califórnia, EUA.

– Abraham Lincoln, em Lexington, Kentucky, EUA… dentre outras.

No México: MariArte, em San Miguel de Allende. Ritmos do Brasil, em Tóquio, Japão. O Beduíno, em Dubai, nos Emirados Árabes e por aí vai.

Aqui em Votuporanga possuímos esse presente inestimável e nossa população sequer sabe o que possui, o que é lamentável.

Que a comunidade descubra a tempo o valor de uma obra de Kobra aqui na cidade antes de sua deterioração total, pois estamos correndo o risco de tratá-lo da mesma forma que Van Gogh foi tratado pelos seus compatriotas holandeses!